Reunião de Condomínio 2018

Qual é coisa qual é ela que assim que é anunciada eu tento fugir dela?

Desde o momento em que foi anunciada que eu prometi a mim mesma baldar-me! Nem que para isso, eu tivesse de passar a noite ao relento, só para não correr o risco de me cruzar com alguém e ser arrastada pelos cabelos até à sala da reunião como já aconteceu (aqui).
Mas depois bateu-me o sentido de responsabilidade e a sede sangue e acabei por ir. Até fui cinco minutos mais cedo (orgulho) só para apanhar um lugar sentada, porque estava cheia de sono, porque tinha os pés frios e porque se privei a minha peida do meu sofá de casa tinha de a sentar noutro sofá desse lá por onde desse.

É incrível como as personagem nas reuniões que se destacam são sempre as mesmas.
Uma iluminada que contesta as despesas e o balancete. Porque o balancete não está arredondado ao cêntimo e porque o balancete provisional está muito elevado e porque o papel do balancete não é bonito... era agarrar no balancete, enrolar o balancete e dar-lhe com o balancete na testa.
A encavada futura administradora do condomínio que repete o mantra "eu não tenho tempo para isto. eu não percebo nada disto. eu não quero fazer isto" com os olhos rasos de água e a tentar conter o choro enquanto o futuro-ex-administrador do condomínio manda umas risadas maquiavélicas porque vai passar a batata quente a outro.
O gajo que percebe tanto de tudo que ainda não se compreende como é que ainda não abriu um negócio de canalização-obras-jardinagem-pinturas-e-trinta-por-uma-linha, fica milionário e desampara a loja, porque ninguém gosta de gente com demasiada sabedoria porque faz-nos sentir uns burros.
O gordo, que só está encostado à ombreira da porta para garantir que ela não cai.
E uma pessoa sedenta de sangue, neste caso: eu! Com os olhos a fazer pingue-pongue de um condómino para outro à espera de agressões e nada! Nem um único vizinho acusou a vizinha de cima de ser uma p#ta por andar de saltos altos de madrugada. Nada... nem uma ofensa a mãe de alguém. Tudo gente civilizada. Horrível!
Por estas e por outras é que eu evito comparecer, para apanhar desilusões destas? Não obrigado!

2 comentários:

  1. Felizmente não tenho que participar em nada disso.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  2. Em quase 5 anos fui a uma, e foi um seca do crl, sem emoções nenhumas à flor da pele lol. Onde vivia antes, as reuniões eram um pesadelo, só velhos rezingões, que em vez de querem resolver os problemas comuns do prédio, que eram mais que muitos, só metiam entraves. "Ai o prédio tem infiltrações? Ai as varandas estão a cair aos bocados? Ai um dos elevadores precisa de ser modernizado para poder funcionar? Mas a minha casa não tem problemas, porqué que raio tenho que pagar parte das obras? Um elevador só não chega porquê?" FFFUUUUUUUU... confesso tinha muitas fantasias gore nestas reuniões. Na última que fui, havia um fulano que não se calava com a cena do valor do condomínio ser de acordo com a permilagem das frações. Não foi mal de todo que nos baixou a mensalidade he he he

    Ninguém queria ser administrador, acabou-se por arranjar um empresa, que finalmente deu conta do recado :)

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!