Dicas de uma lady-trolha

Eu nasci para ser trolha!
Não fosse pelo peso dos baldes de argamassa darem-me cabo das cruzes e era o meu emprego de sonho! Para além do bronze fantástico eu poderia espalhar a minha sabedoria bardajónica a quem passava. Viriam romarias de gajas e gajos até mim, a treparem os andaimes só para me beijarem os dedos dos pés cheios de cimento.

Mas num universo mais perto quem adora as minhas pérolas bardajonas é o Abade. Fica sempre fascinado com a subtileza com que aplico as minhas dicas nas situações do dia-a-dia.
A mais recente foi o moço andar armado em conas com dores na omoplata e em vez de sofrer em silêncio decidiu choramingar-se e pedir-me uma massagem. Ora eu, Didi, prestável como um bode que nunca faz nada sem segundas intenções, fiz-lhe a massagem mas, no final, atirei-lhe com um "então e agora é a minha vez de levar uma massagem mas no pipi"! Nunca vi o homê mexer-se tão rápido a não ser quando lhe digo que a comida está na mesa. Incrível como ficou instantaneamente curado com a risada que deu, quase que se engasgava e quinava.

Se quiserem mais dicas da Lady-Trolha para um relacionamento mais brejeiro é só pedirem mas quando tudo falhar um belo prato de massa com natas resolve tudo!

4 comentários:

  1. Ah ah ah ah!!! Grande Didi <3

    Excelente dica. Continua assim, que de outra forma já temos milhares delas aos magotes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que todas as gajas são assim mas acabam por serem mais contidas, as bitches. Não gozam tanto a vida é o que é xD

      Eliminar
  2. Não esquecer a liberdade que é poder ter sempre o rego peludo à mostra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu não tenho rego peludo (sadface) vou fazer um implantes! Ou é para ser a 100% ou não vale a pena!

      Eliminar

Opina aqui qualquer coisinha!