Duas coisas são infinitas: O Universo e o meu azar

Porque já não bastava ter a bica da fonte entre as pernas a jorrar sangue todos os meses quis o Universo que as tetas fossem constituídas maioritariamente por tecido adiposo que é como quem diz: por banhas foda-se!  Oras, qualquer leigo percebe que, assim, que começamos a perder peso as mamas são as primeiras a esfumar-se. Num dia saímos à nossa mãe e no dia seguinte: SURPRESA! Agora sais ao pai.
Maneiras que com isto de ter as tetas mais murchas descobri um quisto na da esquerda. Fiz um like mental ao Universo e disse-lhe em tom brincadeira que tinha um sentido de humor mais escuro do que um buraco negro e que o timing não era o melhor visto que eu estava, finalmente, a ter uma vida saudável e que quinar agora, para além de não me dar jeito, era um bocado mau da parte dele. Adiante.

Andei ali um mês a remoer sem contar ao Abade nem à minha mãe, claro que quando finalmente contei levei uma épica piçada de cada um e só faltou levarem-me pelas orelhas ao médico. Marquei exames e fui fazê-los por duas vezes porque da primeira o gajo era um velho simpático mas tarado que me apalpou os marmelos por um tempo acima do medicamente aceitável e deve ter-se distraído com a qualidade dos mesmos que se baralhou todo no relatório e a médica achou por bem mandar repetir o exame porque aquilo estava uma grande javardice. Recomendou-me três clínicas: o IMI, o Euromedic ou a Crear. Como a sigla IMI é sinal de mau presságio e todos os anos faz-me chorar um bocadinho achei por bem escolher uma das outras.

E lá fui hoje para Lisboa. Comecei bem: a máquina que carrega os cartões Viva do Metro papou-me 2,80€ por duas viagens, não me deu talão e nem carregou o cartão. Não havia ninguém para reclamar, tive de lhes encher novamente o cú com mais 2,80€ e lá segui o meu caminho para a confusão, à pressa e atrasada, para uma clínica onde apesar de super chique e eficiente no exame ninguém me apalpou interminavelmente as Josefinas. Não percebi porquê, uma vez, que até sou uma gaja lavadinha.

12 comentários:

  1. Epá, que nojo " a bica da fonte entre as pernas"
    foda-ssasério.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um bocado verdade :D aquilo está sempre ali a pintar que nem uma torneira rota!

      Eliminar
  2. Por isso é que as gordas são mais felizes, vivam as gordas! Viva eu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha quando estava mais cheinha não sentia nada. O gajo estava lá bem acomodado no meio das banhocas lol

      Eliminar
  3. Sabes que já te vi de perfil, certo? Cala-te!

    ResponderEliminar
  4. ^ isto loll

    Eu sim, estou uma tábua. E não fazem sutiens para copas abaixo de A :'(

    Todos os anos vou à senhora doutora das senhoras fazer uma checkada no material, e cravo sempre ecografias, para cima e para baixo. Saúde é daquelas coisas que levo mesmo a sério.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nesse aspecto sou uma nódoa. Só me lembro de médicos quando há algo que noto não estar bem. Um aspecto positivo: finalmente mudei de médico de família e esta médica é toda prós-exames, se fosse o anterior? Dizia-me "deixa lá menina, você é nova não precisa de exames". Esta aqui passou-me uma bateria de exames que já ando fartinha de os fazer.

      Eliminar
  5. Que se lixe se saimos ao pai ou á mãe desde que não apareçam caroços, right?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caroços é só na fruta! No corpo... querem-se bem ao longe!

      Eliminar
  6. Olha eu nunca tive mamas e de há uns 2/3 anos para cá nem me reconheço, nem os soutiens aguentaram, mas lá está fiquei mamalhuda porque estou gorda!! Ninguém merece! Kkkkk
    Olha e Cuida-te, faz os exames direitinho e que essa porra não passe de um susto e que não seja nada de grave.
    Beijinhos querida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também estava com um bom parzinhom, ficaram mais pucanitas mas ainda ficaram boazinhas :).
      Em princípio não há-de ser nada mas deixa lá vir os resultados.
      Bjocas

      Eliminar

Opina aqui qualquer coisinha!