Cattitude

Esta publicação é dedicada a todos aqueles que são uns grandíssimos cagões com o paranormal. Normalmente são aqueles que após a meia noite se ouvirem um barulho estranho gritam que nem umas meninas, correm para debaixo do lençol, sacam do terço e começam a rezar e a chorar que nem umas beatas.
Imbuída no espírito do Dia Internacional do Gato e como eu só penso no bem estar da minha gente digo-vos que a  solução para estes medos é arranjar um gato, ou vários, consoante o grau de cagufice já existente.

Ter um gato é estar a dormir tranquilamente e a meio da noite começar a ouvir passos, seguidos de corrida e de repente um peso enorme em cima de ti, ao início pensas que é um espírito que veio das trevas para se vingar mas depois ligas a luz e apercebes-te que o bichano se lembrou que era engraçado saltar para cima da tua pança e ficar lá aninhado mesmo que isso signifique que fiques sem ar.
Ter um gato é estar em casa e ver o bichano a olhar fixamente para a parede, de repente ficar de pêlo eriçado e a "bufar" para o que quer que lá esteja, começas a transpirar e só te lembras do Constantine dizer que os gatos conseguem ver ambos os mundos.
Ter um gato é estar constantemente com a sensação de estar a ser observado por uns olhos redondos, brilhantes e assustadores. Enquanto cozinhas, enquanto pinas, enquanto lavas a loiça, enquanto arreias o calhau.. sempre... sempre...
Ter um gato é acordar a meio da noite para ir à casa de banho, não ligar as luzes e pisar uma coisa felpuda que guincha com a força de mil almas a serem arrastadas para o submundo.

Claro que ao fim dos primeiros mil cagaços que os gatos nos causam ganhamos imunidade às coisas do paranormal até porque parece-me que o próprio paranormal tem medo dos gatos.

10 comentários:

  1. Eu estou imune, tenho dois gatos e um é preto :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah então tu estás protegida contra tudo e mais alguma coisa. É tipo seguro contra todos os riscos.

      Eliminar
  2. eu quando vejo uns filmes de terror "gore" são os dias em que durmo melhor, acho que a minha panca de psicopata fica mais calma!
    quanto aos gatos não tenho, acho que ganhava asas se o tivesse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veres uns olhinhos a brilhar no meio da noite... Ai Salsa, nunca mais vias filmes de terror. Nem gore nem light lol

      Eliminar
  3. É isto mesmo: eles são paraparanormais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ás vezes também são um bocado paraestúpidos xD

      Eliminar
  4. Eu nunca vivi sem um gato em casa. Há uns anos mudei-me e em meses fiz questão de arranjar uma gata cá para casa, porque sou uma autêntica cagona com o paranormal. Eu digo a mim mesma e ao mundo que não acredito, mas quando a meio da noite oiço barulhos estranhos, dou graças aos deuses por ter a bichana cá em casa, porque ela é a justificação para tudo. Mesmo que não seja (ela até pode estar a dormir, mas não quero saber, nem tento perceber, a minha mente descansa ao pensar que foi ela). É uma perspectiva ligeiramente diferente, porque ela no fundo serve de justificação para tudo, mesmo que não tenha mexido um pêlo. E arisca como é, ninguém se aproxima da minha casa de certeza!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está! É uma defesa. Ai um barulho... não quero saber deve ter sido a gata a fazer das dela e o mundo fica mais cor-de-rosa

      Eliminar
  5. Gatos, os maiores trolls do universo :D a sorte deles é serem tão fofos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fica muito mal se eu disser que perco hooorasssss de vida a ver videos parvos de gatos no youtube? xD é verdade.

      Eliminar

Opina aqui qualquer coisinha!