Didi, preparada para lidar com ladrões, estranhos e espíritos desde '85

Alguma vez se sentiram tão, mas tão cansados que não querem saber do que existe à vossa volta? Apenas querem uma cama e dormir durante um mês?
Eu sinto isto muitas vezes, aliás, sinto todos os dias por isso não é de admirar que muitas das vezes ao acordar esteja meio bêbeda de sono e não quero saber de nada senão voltar a fechar a pestana e dormir mais uns miseráveis, mas necessários, cinco minutos.
Aconteceu-me isto no outro dia, quando eu sinto o corpo a acordar, abro um olho e vejo um vulto sentado na beira da cama. Não sabia quem era e nem quis saber. Se fosse um ladrão que me levasse tudo mas em silêncio para eu não acordar. Se fosse um espírito que não me partisse muitos copos, nem me rasgasse as cortinas e se fosse para uma possessãozinha que não fizesse muito estardalhaçalho para não acordar os vizinhos. Mais tarde, ao acordar lembrei-me daquela presença e associei que afinal  de contas devia ser o Abade a ganhar coragem para ir trabalhar e à noite perguntei-lhe o que é que ele estava a fazer sentado na beira da cama. Não me soube responder e disse-me que nem se lembrava de ter estado lá sentado. Interrogo-me sobre o que será pior, se eu que não me importo com estranhos sentados na minha cama de madrugada ou de um gajo que é meio sonâmbulo e nem se lembra do que faz quando o despertador toca. Um dia destes aperta-me o pipo a dormir e depois diz que não se lembra de nada.

Agora que penso sobre esta situação talvez aquele vulto não fosse o Abade e talvez fosse outra coisa qualquer, eu costumo ser mais corajosa estando semi-consciente mas agora que estou totalmente consciente e penso nas possibilidades que existem fiquei com o olhinho do cú um bocadinho apertado.

8 comentários:

  1. Olha que lá em casa podia passar-se o mesmo, ele acorda sempre com uma alvorada que não queiras saber, a mim é quase preciso uma grua para me tirar da cama. Com um jeitinho ainda vejo um vulto a dançar o tango e depois ele não se lembra de ter dançado e eu não me lembro se era o tango ou salsa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom saber que não sou a única com um sono tão pesado que chego a alucinar. Adoro. É que nem preciso de um LSD para alucinar, basta-me dormir.

      Eliminar
  2. lol.
    mas tu tens ai em tua casa quase um jardim zoológico, é muito natural veres vultos na penumbra da noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas normalmente estes vultos andam pelo chão, ou então, a abrir e a fechar portas, nunca sentados à beira da cama a ganhar coragem para ir trabalhar lol

      Eliminar
  3. Opaaaa, este blog é tão mas tão bom!!!
    Onde é que eu andava para nunca ter vindo cá parar?!?
    Enfim, agora que cá estou, não arredo pé. Nem que seja para continuar com as figurinhas tristes e grunhidos de riso abafado no meio do escritório pondo toda a gente a achar que me está a dar alguma coisinha mesmo má.
    Vale a pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Opá ainda bem que divirto a malta. Passa por cá que és sempre bem vinda :)

      Eliminar
  4. Podes ser como o puto do "I see dead people" e os vultos serem realmente espíritos à espera que os ajudes.. Ou só andam aí em porque és boa e eles podem estar mortos mas não são burros e querem é ver-te a tomar banho e coisas assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha não tinham pensado nessa opção, mas assim sendo, eles são uns tipos porreiros e eu como eu também sou vou-os deixando ver umas nalgas e afins.

      Eliminar

Opina aqui qualquer coisinha!