Destruíram-me mais um bocadinho

Alguém tem o email do José Padilha? É que queria agradecer-lhe por destruir mais um bocadinho a minha infância com outro remake falhado.
Pois que vi o Robocop e nunca a música dos Mamonas Assassinas, RobocopGay, me pareceu tão apropriada. Senti-me defraudada. Vocês estão a ver quando um rapaz desmonta da sua mota, com o seu capacete enfiado na cabeça e todo ele parece envolto em mistério e que nos deixa a acreditar que ele é um deus grego e depois quando tira o capacete afinal é a Medusa? Foi mais ou menos assim, mas com um gostinho a pickles no goto.
Assim que vi a nova armadura do Robocop esfreguei as mãos e pensei cá para comigo que estava bem produzido e que ia haver molho mas depois de vinte minutos tive de ir confirmar se estava a ver o filme correcto porque o Robocop de que me lembrava não era um gajo panasca, o Robocop era um grande macho aprisionado dentro de uma lata de atum em conserva com a marca da OmniCorp que descarregava a sua frustração na massa corrupta de Detroit e não um tipo sensível que estava sempre a analisar os estados emocionais de cada ser humano.

E onde é que está a Lewis? A parceira do Robocop? Aquela venerável senhora do Catujal que mascava pastilha de boca aberta com uma confiança tal que deixaria a Paula Bobone de rastos?!
Mas o que mais me chocou nem foi o ar afectado do novo Robocop, nem foi a esposa irritante, nem do filho que claramente apanhava na tromba na escola por ter o Homem de Lata do Feiticeiro de OZ como seu pai. O que me revoltou foi a mão que deixaram ao Robocop.
Uma mão delicada, de pele lustrosa e com unhas arranjadas. Ainda hoje acordo sobressaltada à noite com perguntas sobre o porquê de eles deixarem a mão intacta, a mão que levou com o impacto da explosão e que, pela lógica ficou irrecuperável mas que estava perfeita. Não consigo perceber a crueldade do realizador em dar-lhe a mão e tirar-lhe o marsápio. É quase como vender a televisão para comprar um leitor de dvd, não se faz!

10 comentários:

  1. ahahhahaha.....
    Obrigaste-me a ir ver um trailer, para ver a mão!
    Não sonhes com a mão, que por acaso até é bonita!
    É um filme tipicamente americano, muitas explosões, muitos efeitos especiais.
    E...o Robocop agora já beija, não sei se tem mais alguns apetrechos no fato.
    eheheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consigo processar um Robocop sentimentalista...does not compute... 404 Page not Found :D

      Eliminar
  2. Fiquei defraudado com o filme sobretudo porque o realizador tinha feitos grandes filmes de acção como o tropa de elite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! Um tipo que faz o filme como o Tropa de Elite e depois faz um filme que podia ter ainda mais mocada porque o gajo é de metal e ele depois faz-me disto... para mim isto é um ataque pessoal.

      Eliminar
    2. Devo-te confessar didi, para mim o melhor realizador de acção é o michael mann.

      Eliminar
  3. lol
    as tuas constatações arrancam-me sempre um sorriso e tiram-me anos de vida!
    bom fim de semana e bons filmes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que a minha desgraça anima alguém :D. Bom fim de semana para ti também, que daqui nada eu vou trabalhar :(

      Eliminar
  4. Não se faz isto, quando li o título quase tive um enfarte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E aposto que quando leste o post choraste :( é muito triste.

      Eliminar
  5. Pensei muito em ir ver o filme e acho que agora só me vou enroscar no chão ao pé da cama e chorar

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!