Cavalheirismo português

Se um dia um dos meus carros ficar parado no meio da via pública e o mê hôme me mandar empurrá-lo eu dou-lhe um tiro, atiro-o fora do carro, atropelo-o e ainda lhe dou um pontapé!
Porque eu sou um anjo e porque não há pessoa melhor do que eu no mundo (cof cof) ajudei uma moça que estava a empurrar o carro a tentar pô-lo em cima do passeio enquanto o seu marido estava confortavelmente sentado com a peida no banco a girar o volante apenas para direccionar o carro para o passeio (que complicado). Até me custou a acreditar naquilo, parei o carro e fui ajudar a rapariga. Ainda mandei um peidinho com a força que fiz e não sei até que ponto é que não saiu um bocadinho de molho com ele, mas o que é certo é que me senti bem por a ajudar e se pudesse ainda a tinha ajudado mais, nomeadamente: livrá-la da besta do marido.
Perguntei-lhe se era bateria porque eu tinha os cabos no Twingo, o boi disse-me que não. Ofereci-me para ir buscar combustível à bomba, rejeitou. Mandei-o à merda mentalmente e despedi-me dela que me agradeceu e segui a minha vida, reparei depois que a rapariga ficou fechada mais os dois filhos pequenos no carro e ele saiu.
Quando cheguei a casa e relatei a coisa à minha mãe e levei uma real piçada ao telemóvel porque segundo ela eu sou uma inconsciente e uma parvalhona porque podia perfeitamente ser uma armadilha para me assaltarem. Claro que na altura isso nem me ocorreu porque eu sou uma tipa fixe e penso sempre em ajudar porque amanhã posso ser eu a precisar de ajuda, mas depois de levar nas orelhas sinto o olhinho do cú a modos que apertadinho só de pensar na possibilidade de ser assaltada.
Olhem que se lixe, para a próxima não ajudo, fiquem parados no meio da estrada a ver se eu me importo que eu sou jovem de mais para ser novamente assaltada!

26 comentários:

  1. Não faz mal, também se ganham belos temas para o blog e, assim, em vez de seres só tu a mandar o idiota à merda mentalmente, já cá tens mais uma para a equipa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também podia ser um tema de assalto, mas acho que aí não ia ter piada nenhuma :D

      Eliminar
  2. Bom, fizeste o que devias, dou-te os parabéns por isso... mas realmente podia ser esquema!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nunca me lembro das maldades, enfim, um dia é dia :-D

      Eliminar
  3. Olha, eu teria feito o mesmo que tu e a minha mãe ter-meía dito exactamente o mesmo!

    ResponderEliminar
  4. Your mum is right, mas também não me lembraria de um possível assalto se visse esse cenário! Esse gajo é um artolas.

    (Também tens um Twingo? ;-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem é boa gente tem um twingo :-D twingo de 95 que passou com distinção na inspecção!

      Eliminar
  5. Eu também fazia o mesmo, só depois é que me ia ocorrer que podia ser uma armadilha :P

    ResponderEliminar
  6. "Ainda mandei um peidinho com a força que fiz..." ♥

    Esquema ou não, acredito que exista muito animal desse por aí, capaz de fazer a mulher passar por esse tipo de situações.. no calor da coisa, uma pessoa lá pensa se é armadilha ou não :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E aquilo que ainda me chateou mais foi ele responder torto a uma pessoa. Só ajudei por causa dela, porque ele merecia era um grande enxerto de porrada.

      Eliminar
  7. Que gajo tão ingrato, seria atrasado mental também?

    ResponderEliminar
  8. mau, mas tu não sabes que nos primeiros meses de gravidez não se pode fazer esforços!
    ainda me as de explicar como: atropelas o teu hôme se o teu carro ficou parado no meio da via publica.
    olha eu já fiz duas meninas mudarem um pneu a um carro, elas não sabiam e eu expliquei, tenho a certeza que para a próxima elas vão utilizar os conhecimentos transmitidos pela minha pessoa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então Salsa, empurrava o carro pela frente e depois empurrava o carro por trás para voltar a passar em cima dele.
      Eu sei mudar pneus, mas porque me ensinarem, agora darem-me ordens não me dão é que furava logo o outro pneu bom.

      Eliminar
  9. Pois, uma pessoa até pensa em ajudar as pessoas mas depois quando me passa pela cabeça "isto pode ser uma armadilha", lá vou eu à minha vidinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí nas ilhas é tudo boa gente Madeirense, a chungaria está no continente.

      Eliminar
  10. O gajo devia ser daquele género que não deixa a mulher sentar-se no carro dele porque o carro dele é o seu império.. Homens!! Ou isso era um perfeito idiota, o que também não me espantava nada!!!
    Mas olha que tu, gaja possivelmente grávida, não pode andar aí a fazer esforços :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando o gajo quisesse pinar eu também o mandava usar a mão :-D

      Eliminar
  11. Oh, eu já fui assaltada e nem foi assim tão mau. Não sejas pussy! (kidding :D)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bah, eu não gostei nada, cabrão do preto e do cigano que me deixaram traumatizada.

      Eliminar
  12. É perigoso mas prontos foi a tua boa acção do dia...se algum dia o meu homem me pedisse para empurrar o carro mandava-o à merdinha!Se bem q ele nunca me pediria uma coisa dessas. com a força q tenho a viatura nem se mexia!lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui :-D tou a ver que o carro ia lá ficar até de manhã. Olha dá mazé o meu texto a ler ao teu home para ele nunca ter ideias parvas.

      Eliminar

Opina aqui qualquer coisinha!