Rinomer, ainda vais ser a minha desgraça

Pois que tenho a agradecer a esta maldita gripe o facto de ter acrescentado a surdez à minha lista interminável de maleitas que não descolam de mim. Como se isso não bastasse já torrei para aí uns 50€ em merditas na farmácia sendo que a última foi o maldito Rinomer que sempre que o uso para limpar ranhos e afins sinto-me a nascer novamente acabadinha de desbastar o pipi da minha mãe cheínha de muco nas trombas.
Podiam-me ter avisado para não carregar com tanta força naquela bodega de pressão porque o líquido bateu-me no cérebro, fez ricochete no olho e escorreu garganta abaixo enquanto eu sufocava e me babava por todos os lados. Tenho até a sensação que o olho direito saltou da órbita porque o gajo está um bocadinho de banda e não é costume ele sempre foi bem comportado.
Tudo isto era facilmente contornável se eu fosse ao médico, mas como já sabem tenho uma relação ódio-morte com o meu médico de família e se o vejo à frente obrigo-o a tomar estricnina.
Rinomer, só de pensar que daqui nada tenho de te ir enfiar nos meus buracos nasais dá-me vontade de chorar... E não há meio de me alivires a pressão do ouvido meu grande cabrão!

4 comentários:

  1. opa vai-me mas é gastar um tostão a mais num privado que vale bem a pena! senão ainda morres para aí...

    ResponderEliminar
  2. Tens de cuidar de ti, vai ao médico.

    ResponderEliminar
  3. Aproveita o dia de hoje vira as narinas para o vento que sairá tudo pelas orelhas!

    ResponderEliminar
  4. Nunca é bom gastar dinheiro numa farmácia. Mas quando se gasta, é bom que as coisas façam efeito!

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!