Didi e os Bollycaos, uma história de amor imperdível


Eu nunca vos disse… mas para além do santíssimo Abade Manel eu tenho uma outra grande paixão (a seguir aos telemóveis… e aos gadgets… e a animais… e a roer unhas) que são os Bollycaos.

Ó meninos, eu nem sei que bos diga… só sei que é uma filha duma putice duma compulsão, dumas ganas, dumas gulas daquelas de uma pessoa estar a imaginar uma gaja num granda regabofe no meio duma piscina a nadar por entre pãezinhos com aspecto sugestivo recheados de chicolate enquanto como três ao mesmo tempo enfio um numa orelha e outro numa venta e a peço “MAIS”… uma American Beauty dos Bollycaos, em vez de pétalas (por favor… eu é que deveria ser a realizadora desse filme, levavam para assar).

Vejam lá meus porquinhos cuscuvilheiros que eu, pobre moçoila sofredoira, que sofro do estomâgo e da vesícula cheguei ao cúmulo de comprar pacotes de bollycaos e mamar ós quatro duma virada e passado meia hora ficar de cama cheia de dores de estômago… A minha rica mãezinha lá me dizia muito preocupada com o estado de saúde da sua púpila “benfeita minha granda vaca que é para não seres garganeira” mas como mãe que é mãe, após me rogar 300 caganeiras lá me vinha com um Kompensan a ver se me aliviava as angústias… e a coisa que funcionava durante 30 minutos se eu a seguir não fosse enfiar mais 4 Bollycaos no buxo e ficar a tarde de cama que já nem com três comprimidos lá ia (e de referir que uma porradita no pêlo por ser teimosa comós cornos também não ajudava muito na recuperação).

Maneiras que eu ficava para ali a espernear durante toda a tarde, apanhava um trauma e durante 24 horas andava mais ou menos na linha mas depois voltava tudo ao mesmo e eu passava a vida de cama.

Era eu não almoçar na escola para poupar o dinheirinho para o santo Bollycao, era chular dinheiro aos meus avós para Bollycaos… e pronto, passava a vida de cama e a apanhar no trombil por ser uma gulosa e aldrabona (se bem que aldrabar para comer não é crime).

E tudo para dizer que já há 2 dias que não como um Bollycao e estou a deprimir, ainda para mais porque descobri as Cookies da Bollycaos e aquilo é tão bom que até dá medo...
Acho que me vou vestir e vou à bomba de gasolina…

6 comentários:

  1. isso ´e comida dos bofias de Portugal!

    ResponderEliminar
  2. Sua cabra. Comes comes e não engordas. Só eu estou cada vez mais roliça. :P

    ResponderEliminar
  3. Didi, e só os enfias nas orelhas e nas ventas??? :P
    Que gulosa pá!!! Não te chega só um por dia para matar o bicho?

    Olha e outra coisa que é bem mais importante! Bom regresso e vê lá se não te dá outra caganeira cerebral, gaja que é gaja não tem deprês ;)só um dorzita de cabeça de quando em vez!

    ResponderEliminar
  4. Enfiar bollycaos...hum...isso é estranho.

    Já estou a prever uma ida às urgências (aaah senhor doutor, tenho um bollycao na patareca - eu sei que não disseste isto, estou a dar o próximo passo - e o chocolate derreteu). Yak!

    Sempre escrevi bolicao, mas tu saberás mais que eu.

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  5. És tu pelos Bollycaos e eu por pipocas.
    É que me é difícil resistir àquilo, eu nem vou ao cinema mas ando com aquelas pipocas sempre atrás e nem te falo nas do Pingo Doce, aquilo é cocaína para mim.
    E depois ando com uma pança como a de uma grávida de 7 meses. Uma vergonha...

    ResponderEliminar
  6. Eu comia bolicaos quando era mais nova.... ui!
    Pelo menos um por dia!
    Ainda agora adoro, mas nao como por questoes... femininas!
    lol
    :p
    é mais do que bom!!!

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!