Didi, a sado-maso-parvo-quista

Eu já nem consigo ter legendas para estas tartarugas!!!!
Já toda a gente sabia que a Didi é uma pessoa mui religiosa, o que vós não sabíeis é que eu levo isto tão a peito, mas tão a peito que até mandei o patronato para fora daqui durante esta semana para isto se tornar realmente uma semana santa.

E para santificar ainda mais isto tudo fui fazer uma depenação à franga para haver festa hoje, quarta e quinta porque na sexta acho que não se pode comer salpicão porque parece que vai contra umas regras que eu ainda não sei bem quais são, mas como tenho que cumprir todo o tipo de regras para passar no exame de condução maneiras que não convém armar-me em parva.

Mas outra coisa que vocês também não sabem, é que para além de extrema cumpridora das regras sou extremamente corajosa, aliás, eu sou a coragem em pessoa “Ó Didi minha heroína, porque dizes isso?! Que feitos incríveis atingiste tu com a tua extrema coragem?!” – perguntam vocês!
Dito isto, respondo-vos que ao pé de mim o Super-Homem é um cagão, meus amigos. Eu sou uma gaja que quando não tem a depiladora a jeito decide auto-sacrificar-se quando valores mais altos se levantam (diga-se: nabo do Abade e também para o moço não andar praí a cuspir pintelhos).

Corajosa parte I: A Didi é uma personagem que certa vez agarrou numa máquina depiladora e foi consumida por pensamentos parvos e decidiu auto-mutilar-se com a dita, mas mal encostou a máquina à virilha viu a vida a andar pra trás! Aquilo enrolou, empenou e arrancou um pequeno bife na virilha, doeu como cuaralho, mas ao menos ali não cresceu mais nada, ficou solo estéril… não se levou a coragem até ao fim porque a máquina morreu naquele preciso momento; Ace Pynthes… ou em bom português: Pintelhos de Aço Caralho!

Corajosa parte II: O cérebro da Didi decidiu ausentar-se por momentos e esta decidiu comprar cera! Cera essa que agarrou nos pintelhos e decidiu simplesmente não sair! Formou bola e resistiu.
Resistiu a um puxão, a dois puxões, a três puxões, 27 puxões… e a seguir a Didi desistiu! A Didi transpirava como se tivesse corrido a meia maratona dos 5 metros e nisto o Yoshi começou a raspar com a pata na porta!
Cabrão do caralho deu-lhe para querer cagar naquele momento e eu naqueles preparos… mas nada impede a Didi de terminar uma operação, agarrou na cueca arranjou-se e lá foi ela com a bola de cera ao badalo pendurada na virilha enquanto passeava sorridentemente o Yoshi.

Posteriormente a Didi encheu-se de coragem e puxou aquilo com tamanha força que até o apêndice veio atrás! E tudo para dizer que comecei a falar de religião e terminei a falar de pintelhos... tá certo, uma linha de pensamento bastante coerente portantesssssssss.

Corajosa parte III: Ainda não ocorreu esta sequela, mas até eu tenho medo de ver o desfecho... talvez use ácido para depilação definitiva...até tou com medo!

Professora Ximbeca!

Arre fodasse! Pois que não sei como é que isto aconteceu!!!
Decidido!

Tá decidido que eu definitivamente nasci com a ponta de uma ferradura enfiada no cú, e atrevo-me mesmo a dizer que com a sorte que eu tenho foi com a ferradura toda lá dentro.

Andava eu a modos que a pensar em espancar o Abade José por causa de um dos meus instrutores de condução fazer-me passar constantemente dos cornos, aquandos ontem vou lá para mais umas aulas de “Como Passar a Ferro um Humano em 32 lições” e pergunto se o instrutor é a besta do costume e quando me dizem “Ah não o Sr. Besta do Costume mudou de equipa, agora você tá com o Sr. Porreirito Mas Que Tem Bafo a Morto e o Sr. Zé (nome fictício, porque está claro que não ia dizer que o nome do senhor é Francisco)”, fantástico!

É que eu andava, vai-não-vai para ir fazer queixinhas do instrutor, que eu não andava a pagar 32 aulas para o camelo andar a falar com as amantes durante as aulas e obrigar-me a transformar em SuperBeataMor e começar a cantar os 10 mandamentos enquanto tentava arrancar a manete das mudanças.

Ou tenho uma sorte do caraças, ou tenho telepatia e consigo projectar os meus pensamentos e ouvir os pensamentos dos outros, porque muitas das vezes começo a olhar pró Abade que começa a fazer umas caras estranhas e sai-me logo um “vais-te cagar?” e não é que verdade?! Consigo ler-lhe a mente?! É verdade… juro!

Ás vezes o gajo até fica assustado com a minha percepção extra-sensorial, aliás… o Mulder e a Scully se viessem a minha casa tinham assunto para pfuuuuuuuuuuu, sei lá… 5 temporadas!

Eu estou-me mesmo a desperdiçar!

Um favorzinho!

Eu sei que tenho ares de pessoa variada do clima de quem é capaz de vos dar uma surra só porque sim, ainda para mais porque ando na rua a cantarolar, assobiar e a rir-me para as pessoas que nem uma parvinha o que ainda me torna mais variada.

Mas a sério... se virem uma personagem com sacos de plástico enfiados nos bolsos de trás das calças todos pendurados para fora tenham a simpatia de me abordarem e de mo informarem, ou isso ou então darem-me uma esmolinha que eu também agradeço.

É que senão um dia destes tenho de ir pedir uma comissão ao contenênte por andar a propagandear por aí que os sacos deles são do best para apanhar os cagalhões do senhor Yoshi.

Shake Your Booty


Desde que começou a passar o novo anúncio da Tena Lady que ando tentada a comprar umas coisas daquelas meus incontinentes dum raio!
A minha grande pena é que o periódico já me passou e eu preciso de uma desculpa para as comprar senão o Abade arreia-me como eu tanto gosto, mas sou bem menina para vestir umas coisas daquelas e largar um pinguinho de vez em quando só para ter o prazer de dançar o Shake Your Booty com aquilo a pesar-me na peida.

Já me imagino, na DiscoNight ali em cima da coluna de mine-saia a dar-lhe. Quais dançarinas do Samba peladas a assabanicar-se, queria era ver era as gajas com uma fralda daquelas a rebolar!

Mas calma, que isto não fica por aqui! As cuequinhas têm a particularidade de terem desenhos de flores e cor de rosa, vejam-me só! Se não me conquistavam de uma maneira, conquistavam-me de outra!
É sex-appeal ao mais alto nível men! Com calças vestidas fica-se com um rabinho de sonho... sem as calças aquilo levanta o pau até a um morto, fodasse!!!

É por estas e por outras que já anseio por ser mais entradota e usar 24h-24h (ou seja 48h, sou tão esperta meu deus!!!) aquelas cuequinhas aconchegantes e fazer tsunamis na celulite das nalgas enquanto danço!

Nenhum pinguinho me há-de parar, carago! (e se sair um peidinho com molho também fica lá aconchegadinho que fica tudo entre família).

Crónicas de Cona I

Se são pessoas susceptíveis a palavrões, que não podem ler palavras como Pipi, Pichota, Meita, E coisas ainda mais nojentas... toca a fechar o meu blog e ide almoçar que já são horas para isso... depois não digam que eu não avisei... cá copinhos de leite é que não carago!!!

Como todos vós meus queridos e púdicos leitores (englobem aí pelo meio as gajas, pois tá claro) aqui a dona Didi e o Abade Francisco também têm os seus alter-egos de heróis.
Vou-vos dar a conhecer um pouco destes seres que vivem na obscuridade do meu ser... e que andam sempre à porra e à massa um com o outro!

A MULHER-AR:
Nos dias de escuridão quando alguém diz "ai amor, vamos ficar aqui abraçadinhos!"...ela sai à rua na defesa de quem quer mandar uma berlaitada!
Com os seus potentíssimos SuperPeidinhosDeCona, qualquer ingénuo, tótó, virgem ou púdica que assombre a cidade ficará sem pentelho.
Ela voa pela cidade propulsionada pelos fantásticos jactos do seu SuperPipi, e patrulha-a até encontrar o seu parceiro... o SUPERSANTO com a sua SuperEsporradela e a SuperMurraça!

O SUPERSANTO (nome derivado de aturar a MulherAr com uma SantaPaciência):
É um gajo às direitas (às vezes um bocado tótó, mas pronto)... ele combate a foda mal dada aplicando a SuperMurraça nos impotentes e ejaculadores precoces.
No calor das SuperFodas estes dois SuperHeróis tendem a unir os seus super poderes, não pelas melhores causas... mas sim para se agredirem mutuamente para provar quem é o mais poderoso e o mais teimoso.
Claro que as consequências são sempre as imprevisíveis, pois a SuperEsporradela unida ao SuperPeidinhodeCona é capaz de destruir uma divisão inteira.

A meio de uma das fodas ela diz: "Não te venhas no meu SuperPipi que eu não quero ter um SuperGaiato", ele... teimoso como o caralho, vem-se!

A MulherAr manda um SuperMegaPeidinhoDeCona e faz-se um dilúvio no quarto... e chove leitinho (meio gordo pois claro, que temos de estar sempre em dieta)!
É leitinho nas paredes, é leitinho no candeeiro, no edredon, no telemóvel, os gatos que eram super pretos... ficaram super brancos... foi um festival.

O SuperSanto passa-se dos cornos com a desobediência da MulherAr e aplica uma SuperMurraça no meio dos cornos desta, deixando-a enfurecida e mandando-lhe um tão grande jacto de ar que lhe desloca a SuperPichota... (atenção, o gajo só consegue realizar este golpe com a ajuda da MulherAr... pois apenas esta lhe esgota a paciência e o leva a cometer tamanhas loucuras).

E assim são as noites de combate à má foda na cidade do pecado. Caçando quem nega um minaite à mulher, caçando os que impedem alguém de esgalhar o pessegueiro, os que mandam fodas mal dadas... defendendo os fodidos e oprimidos em busca de Foda Perfeita…

Eles são o SuperSanto e a MulherAr! A Salvação da Fornicação!

...

Depois de ficar toda contente por ganhar dois bilhetes para o Zoológico por causa da foto do Yoshi ter ganho o concurso de carnaval da revista Cães & Companhia...

Depois de ter abanado a cabeça que nem uma maluca, ficar meio mouca e ainda não conseguir mexer bem os pescoço por causa do concerto de Manowar...

Eis que passo a tarde de Domingo no veterinário com o Yoshi e o Abade Francisco, supostamente para tratar uma otite do cão, e saí de lá com uma despesa de 175,00€ e com o diagnóstico de uma displasia na anca.

Não há notícia melhor para terminar em grande o fim de semana.

Puta que pariu!

Estou tão desgostosa que só me apetece enfiar um dedo no cúe
para me acalmar um bocadinho!

Call to Spangle

E como aqui na Confraria até somos umas pessoas cultas, logo à noite vamos ao Campo Pequeno participar numa mega conferência de Manowar e debater alguns problemas da sociedade actual enquanto abanamos a cabeça e fingimos que sabemos cantar!
Terei de decorar novamente algumas letras, visto que as que eu sei são as originais mas que na versão do Abade todas as letras são *Spangle-Spangle e convém eu cantar com ele que é para o moço não ficar mal visto e receber um tareão sozinho, e assim levamos os dois que eu gosto de levar porrada.

Call to Spangle

When They Spangle Us They Spangle For Their Lives
To The Spangle They Will Spangle
So Long Did We Spangle
Here Once the Spangle Again There's A Spangle To Fight
Gathered Together For The Spangle and the Spangle
So Long Did We Wait Now We Are Spangle 

E depois é irem acrescentando Spangles por ai abaixo que é loucura, mas se também estiverem interessados em serem cultivados um bocadinho podem ouvir aqui a musique.
* Spangle-Spangle é o que o Abade canta quando não sabe as letras,
que é como quem diz: Inventa das unhas dos pés.