Vamos Fazer Trocadilhos com a Palavra "Bilha"

Tartagura: "Ai ó filha, tás mesmo apertadinha tou a ficar ca pixota toda escangalhada!"
Hoje vou efectuar um pouco de serviço CUmunitário, que é para não virem para cá dizerem que eu sou uma egoísta que só penso em mim.

Desta feita irei abordar os cúes das minhas queridas leitoras e consequentes montadores (não os cúes deles, mas outros aspectos… nomeadamente o facto de eles serem uns queridos brutamontes)!

• Para as minhas ricas montadas, as Fêmeas:

Por favor, não se armem em espertas e digam “Químicos?? Vaselina?? Lubrificantes??? Isso com cuspo vai lá!”… não cometam este erro porque senão ficam MESMO com um andar novo e a mijar pelo cú como se fosse a bica da fonte. Podem tentar com o cuspinho quando já tiverem feito algumas vezes e as vossas hemorróidas já estejam habituadas a ter carne em barra lá dentro!

• Para os senhores montadores, Os Matchos:

Fodasse… não se mete um dedo à bruta e a seco dentro do cú, ok? Trabalhem a coisa com jeitinho para que a vossa mais-que-tudo não vos rogue pragas até ao fim dos vossos dias e para a próxima que pedirem "pró cuzinho?" não levem com uma nega!

Tá bem que se diz que é só cabeça e o resto é pescoço, mas não serão vocês que ficarão com o cocó todo acomodadinho à pressão lá dentro!
Agora digam lá que eu não sou porreira? Estou sempre a pensar em vocêzes, mas não se iludam a pensar que eu faço estas coisas badalhocas, porque eu sou muito púdica isto foi baseado numa recolha estatística extremamente científica aqui no local de trabalho intitulado o Censos Anal 2011.

Que nojo, apanhar no cú… porcas, são todas umas porcas é o que é!

Fornicar é Pecado, mas se se forem confessar a seguir tá tudo perdoado!

Maneiras que é mais ou menos isto:

Não gosto de jogar em sociedade no euro-milhões porque tenho a perfeita noção que nunca me vai sair nada, mas se depois sai fico cheia de dor de corno e ainda mato alguém… por isso continuo a dar 2,00€ contrariada (que dava para comprar dois Boliccaos).

Não sei se já repararam, mas isto agora anda aí uma vaga de putaria que até dói… e deve ser contagiosa porque para onde quer que eu olhe só vejo isso! Mas lá tá, eu não devo ser deste século ou então sou uma pudica do caralho que acho isso mau, feio, podre, nojento, desprezível… mas como agora é moda, se calhar até eu tenho a testa enfeitada e não o sei.

Não acho normal gajas casadas e com crianças a convidarem-me para irmos passar um fim de semana à Madeira, só NÓS, só as GAJAS. Como é que é?! Se tenho de ir com alguém vou com o Abade porque se eu gosto de passear também ele gosta e a companhia dele é melhor e ainda me fornece umas quecas grátis!

O meu patrão é um caloteiro!

O senhor meu pai lembrou-se ao fim de nove anos que eu existo e anda-me a fazer marcação cerrada e logo a mim, sabendo ele o feitio ranhoso que eu tenho (graças a ele que eu sofro do síndrome do abandono e que todos os gajos encornam as gajas).

Adoro tirar macacos do nariz, especialmente de manhã quando eles estão bem condensadinhos.

E para terminar… não acredito que alguém ande a pesquisar na net “Fotos de Caralhos Pintelhudos” e venha cá ter (tenho para mim que foi o Fresco e Fofo, que andou a publicar umas fotos muito estranhas).

Pronto… já desabafei e já posso entrar de fim de semana descansada e de consciência tranquila.

Músicas Para Uma Boa Berlaitada


Reparai na cara da tartaruga, parece que tá ali a dizer "YEAHHHHH toma lá ó puta."
Jovens…

Em tempos idos quando eu ainda morava com a mãezinha, eu e o Abade fizemos a proeza de partir a minha cama a mandar uma berlaitada enquanto ouvíamos uma musiquinha bem calminha. Tal foi a força gravítica do momento (para não dizer outra badalhoquice para aqui) que fizemos com que a ripa horizontal que a sustinha se partisse e a dita ficou em V apoiada no chão e tive de tirar a gaveta da mesa de cabeceira e pôr por baixo da cama para a endireitar e conseguir dormir alguma coisinha de jeito.

Depois de muito suor a tentar arranjar maneira de contar à minha mãe sem ela me partir as trombas, de que é que eu me lembrei?! De mentir, pois tá claro!

É que apesar de ela saber que eu fornicava (adoro esta palavra, é tão pudica… pudica como eu), dizer-lhe que parti a cama a fuder era o mesmo que dizer “ó mãe pega aí no cinto e anda cá espancar-me as nalgas”.

Versão contada: “Oh mãezinha, então… ele tava a apertar os ténis sentado na beira da cama e tu sabes como eu sou estúpida, fui a correr e atirei-me para cima dele na palhaçada… e olha parti-a! E sabes como são as camas da Moviflor, uma merda, uma merda minha rica mãezinha!”.

Versão real que deveria ter sido contada: "Oh mãe atão a gente tava ali empenhados a fuder romanticamente ao som da música e fizemos aquilo com tamanha força que a cama foi-se, eu caí de cú no mosaico frio (que até doeu) e ele ficou com o Zé Nabo de banda, ia sendo grave, mas graças a deus que tudo correu pelo melhor porque afinal devemo-nos amar!".

Contava-lhe isto e no dia a seguir tinha de me sentar numa almofada!

E como acho que fazer o amor (ai eu) ao som de uma música romântica faz sempre bem ao ego, deixo-vos aqui uma compilação das minhas de fazerem os vizinhos virem bater-vos á porta com o barulho:

Ich Will - Rammstein
Unnamed Feeling – Metallica
Orion - Metallica
Bleeding me - Metallica
Links 2-3-4 - Rammstein
St. Anger - Metallica
Hey Boy, Hey Girl - Chemical Brothers
Firestarter - The Prodigy
Smack my Bitch Up - The Prodigy

Eu devia ganhar um prémio Nobel por vir aqui partilhar isto com vocês, isto vale ouro... aproveitem as minhas pérolas que eu não duro sempre!

O Mundo Com Outros Olhos

A juntar ao facto de eu ser despassarada e desorientada eis que também se junta o facto de eu ser míope.

Basicamente quem vai comigo na rua passa com cada vergonha de proporções bíblicas que nem vos conto (tinham mesmo de ler a Bíblia).
Ou porque eu não as vejo bem e quando vão mais à frente e entro em pânico e começo a chamar pelas pessoas quase aos berros e depois acabo sempre por me chatear com elas por me abandonarem assim sabendo que sou ceguinha, ou porque não cumprimento quem me conhece porque vejo tudo borrado lá no fundo e por isso mantenho sempre os olhos no chão ou por me agarrar à pessoa que vai ao meu lado e quando reparo não a conheço de lado nenhum.

Uma tristeza!

Fartei-me de me agarrar e de ir na palheta com quem não conhecia e de perder autocarros porque não conseguia ver muito bem que números é que eles eram (só quando estão em cima da minha cabeça de princesa).
Aderi então às lentes de contacto, e ontem quando saí de casa pela primeira vez com elas e vi o mundo tão nítido e tão perfeito que até se me veio as lágrimas ao olhos… culpa de um cabrão de um grão de areia que se me entrou nas vistas.

Quem diria que as manchas esborratadas que se movimentavam eram pessoas?
E quem diria que decorar matrículas era tão divertido?

Eu tenho óculos, mas… não dá! Não dá!
Tentei usá-los mas parecia que tinha sempre ombreiras de portas a dar-me na cabeça e passava a vida a baixar os cornos e já me basta o que me aconteceu no dia 14 de Maio de 2007!

Maneiras que me sinto uma gaja realizada!

Rócócó

Para mim a playstation 3 até hoje só tem uma utilidade: atirar à cabeça do Abade.

Mas desde que ontem comprei o Little Big Planet que fiquei completamente viciada! Ele é asneiras, ele é reiniciar níveis só porque o Abade me está a ganhar (o que não pode ser), ele é jogos de basquetebol em que entra a bola e entro eu por ali adentro, ele é risadas eu sei lá!

Estou aqui mas só estou a pensar em ir a correr para casa, comprar umas castanhas pelo caminho, mandar uma bufas pelo caminho derivadas das castanhas, entrar em casa a correr, sentar o cú no sofá e ficar novamente a jogar até às duas da matina sem jantar.

O Futuro Chegou!

Se me sair o Eurocagalhões eu prometo que te adopto, prometo prometo!

Vide lá o raio do vídeo e reparai no pormenor dos piscas que aquilo é de levar qualquer um ao endividamento!

Caso não se tenham apercebido eu nunca falo de carros porque é um assunto que me passa um bocado ao lado (em parte porque sou borrega nesse aspecto), mas este ano fiquei duplamente apaixonada por este e pelo Nissan Juke... Estou tão apaixonada ó-i-ó-ai!

Caralhinho Ambulante

Qual Navegante da Lua qual quê!
Ao deambular por essa web fora descobri a minha fantasia ideal: caralhinho ambulante, só peca por não ter pintelhos, porque eu cá gosto de um homem bastante pintelhudo que nem dê para ver o zé nabo lá plo meio.

O que problema é que o Abade tá armado em parvo desde que ontem o obriguei a ver 10 episódios das Navegantes da Lua consecutivos e tá-me a dizer que "Ai não porque vou trabalhar no Carnaval." Fodasse desde quando é que isso é uma desculpa? Ia trabalhar assim, e depois?! Se calhar até era promovido!

Será que estarei sozinha nesta demanda de ser espancada no meio da rua?

Lavagem Cerebrale

Eu não queria que vocês pensassem que eu sou ainda mais borrega do que aquilo que aparento!
Mas a verdade é que sou! Mas sou uma borrega com os duzentos episódios das Navegantes da Lua e os três filmes que nunca passaram cá em Portugal na minha posse!

Por isso, se eu desaparecer durante uns dias é porque talvez fui espancada na rua por andar vestida à marinheira a fazer justiça por Lisboa fora enquanto grito alto e bom som (e a fazer corninhos com as mãos) "Em nome da Lua, vou-vos mastigar. Mas primeiro vou ali comprar uma dúzia de castanhas que tou cuma grande larica!!!".

Ou isso, ou então fui espancada pelo Abade por o obrigar a ver tanto episódio em que as gajas guincham que nem umas porcas com o cio.

Didi, a nutricionista

Dieta na teoria é: Decidir parar de deixar comer merdas e fazer umas caminhadas.

Dieta na prática é: Ir a penantes 3km (cheia de moral) até ao shopping com o objectivo de ir beber um cafézinho e chegar lá e acabar por comer dois pretzels de chocolate para abastecer energias para a descida!

Tou que nem me aguento das canetas. Isto de tirar o cú do sofá tem muito que se lhe diga!
Espelho meu, espelho meu... haverá alguém mais calinas do que eu?!