Toma lá e não digas que vais daqui!

Era eu chavalita e já observava as catraias que brincavam com os nenucos, com as barbies, que fingiam ser telefonistas, donas de casa e outras paneleirices que tais... felizmente eu não fui dessas, eu cá gostava era de carrinhos, de legos, de brincar ao X-men e andar à porrada com os rapazes, andava sempre cheia de nódoas negras, mas era uma criança feliz.
Não é como as crianças de agora que só lhes dá vontade de lhes enfiar bolachas pelas trombas abaixo só pela arrogância e estupidez que já tão novinhas demonstram, mas também a verem desenhos abichanados como o Noddy, Patinhos e Bob O Construtor, não é de admirar que a sociedade esteja perdida.

Eu era tão destrambelhada que, na palhaçada com uma mangueira parti os meus dois dentes de leite da frente... não sei como é que aquilo me foi parar à cara, acho que foi num dos meus momentos fantásticos em que pensei "O que será que me acontece se isto me acertar nas fuças?! Vou testar para ver o que acontece."


O que é certo é que cheguei a casa e o meu pai arreou-me no lombo, já na altura eu tinha queda prá parvoíce e gostava que me afinfassem porque estava a apanhar a porradita do costume e enquanto chorava ria ao mesmo tempo (realmente tinha uma piada maluca). Ah claro, e isto fora aquela dos atacadores que eu já contei mais atrás, que essa aí é digna de ir para o Hall of Fame da Didi.


Isto tudo para dizer, que desde os tempos remotos que sou muito dada à estupidez compulsiva, tanto que, eu tive umas taras um bocado estranhas pelo Sonic (sim, o ouriço), achava o tipo extremamente engraçado. Depois foi pelo Mascarado das Navegantes da Lua, a sua transformação em toureador ao som de castanholas panaleiras à mistura conquistava até o mais machão.


E por último, mas não menos importante, tínhamos o Vegeta e o Trunks do Dragonball (Zê Zê Zê)!!!


Tal pai, tal filho com os seus penteadinhos sensuales... um que parece que enfiou os dedos na tomada de casa e o outro com o corte à Paulo Bento. O que esses dois me faziam baldar às aulas para ir á biblioteca filosofar pensamentos, e o que eu filosofava meus amigos! Assuntos profundos debatidos em cada episódio, marcou-me especialmente um em que andava o Vegeta e o Goku á porrada com lombrigas dentro dos instestinos do BUBU e com cagalhões a passarem ao lado deles, ahhhh que alegrias que me davam!


Pronto... eu gosto de partilhar estas estupidezes com vocêzes.


Eu deveria era ter levado mais porrada e castigos quando era pequenita. Bem que o meu pai me dizia "Tu queres net?! Tu queres é o caralho que eu sei bem que se a ponho tu desgraças-te toda"!


E não é que o gajo tinha razão???

15 comentários:

  1. Ai a net... é mesmo a minha desgraça. Ela e os machos.

    ResponderEliminar
  2. Parece que estou a olhar para o filme da minha vida... os dois dentes da frente a voar sei lá eu como... os carrinhos do meu irmão, a barraca no cimo da oliveira, o trepar às árvores para roubar nêsperas e figos aos vizinhos, os carrinhos de rolamentos ladeira abaixo, as pernas esfoladas ("mete terra, que é para a mãe não ver", e mesmo com a terra levávamos na fuça em cima, porque lixávamos as calças, os joelhos e ainda faziamos uma bela m&rdª com a misturada de terra e sangue...), o Mascarado da Navegante da Lua (a sério... WTF!!), o Vegeta e o Trunks!! Acho que a parte mais atractiva do Vegeta era o seu humor de cão sarnento com uma camadona de carraças!!

    Bons tempos.

    Acho que os catraios de hoje vão dar todos em floribelas, e eu sei do que falo, que tenho de os aturar com fartura!!

    ResponderEliminar
  3. O fosso geracional existe... k'a raio de desenhos animados eram esses?? Só reconheço o Dragon Ball e de nome, nem sabia que era pai...
    Volta Heidi! ólaréiiiiiúúú!

    ResponderEliminar
  4. Acho que alguém devia ter avisado o teu "cota" que não se deve bater na cabeça das criancinhas. Depois elas ficam assim... como tu, pró resto da vida. Embora eu tenha sido criado sob o lema do meu velho de que "é na cabeça pra não coxear".
    Caiamos, esfolávamos os joelhos e ainda levávamos porrada.
    Um dia cortei-me num dedo, com a navalha do velho e sai porta fora, sem dizer nada a ninguém e fui enrolar o dedo com ervas até o sangue estancar.
    Se me queixasse, aquilo era capaz de sarar à força. eheheh

    ResponderEliminar
  5. excelente texto...

    -__-

    quanto à net...abençoado pecado!!!

    ResponderEliminar
  6. Realmente a Net é o melhor que fizeram, mas para alguns chega a ser doentiio.... nem vda pessoal têm.
    Eu adorava desenhos animadas e as navegantes da lua eram um expectáculo, o mascarado fazia sonhar lolllllllll
    Mas olha que a Heidi, o Tom Sawyer, o Dartacão, Tom % Jerry, eu adorava esses desanhos animados e tenho saudades, os bonecos de hoje em dia não têm piadinha nenhuma

    ResponderEliminar
  7. hehehehe... Adoro ler-te mesmo sem dentes!! hahaha

    ResponderEliminar
  8. S*,

    Eu posso dizer que uma das coisas que já me aconteceu mais divertida foi mesmo a NET.
    Eu perco horas a pesquisar coisas que me dar vontade de rir :)

    ----

    Marta,

    Era tão fixe fazer borrada atrás de borrada e depois ainda levar por cima. Mas a adrenalina toda era mesmo o facto de escondermos dos pais para não apanhar.
    E quando era para levar umas reguadas na mão e eu fugia com ela???? UUUIIIIII ai é que levava a dobrar!!!

    ----

    Silk,

    Ó sua sedosa... tu nunca viste o DragonBall??? Esses desenhos eram mais famosos que o menino Jesus.
    Até os meus pais viam isso, aliás TODA a gente via (toda a gente, menos tu lol)

    ----

    Fresco e Fofo,

    Eu nunca apanhei na tola, porque senão é que coitadinha de mim.
    Eu apanhava era nas mãos, nas nalgas (isto da parte do meu pai), e nas beiçolas juntamente com a aliança era a minha mãe.
    Ahhhh. tá calado que tu também és um belo traumatizado!!!

    ----

    Morning Star,

    É verdade, a net é O Milagre!
    Qual divisão dos peixes e do pão.

    ----

    Sara*,

    Olha lá que essa atingiu-me em certeiro na cara, eu sou completamente dependente da net :)
    A primeira coisa que eu faço de manhá é ligar o pc.
    Também adorava o dartacão :) mas as navegantes da lua é que inspiraram a minha veia artística... sim, porque eu desenho :)

    ----

    Especialmente Gaspas,

    Quer dizer... entretanto os dentes cresceram :)

    ResponderEliminar
  9. Não tinha de atingir na cara, tu tens o teu abade e os teus gatos e giraço do Yoshi e tens vida social, eu estava a falar daueles que nem saem de casa e ate as compras todas são feitas pela net, estava a falar de netoolicos.
    Tu nao es, ou melhor ainda nao estas no caso crónico a que me estava a referir.
    E a Ana dos cabelos Ruivos?? era tão engraçado loll

    ResponderEliminar
  10. :P não vi porque estava a ler revistas cor de rosa :P lololol

    ResponderEliminar
  11. Sara,

    Dessa Ana não ma lembro :-/
    Devia ser a hora em que eu tava a fazer ÓÓ

    ----

    Silk,

    Ahhh, eu logo vi!
    Sou cusquita :-)

    ResponderEliminar
  12. Nunca gostei do Dragon Ball. Nessa altura já tinha outros interesses...acho.

    Quando era miúda também tinha muitos carrinhos e depois dava-os aos miúdos do colégio. Dava sempre aquele que eu gostava, para ele gostar de mim :-)

    ResponderEliminar
  13. Lindo pá!!! Amei este texto! Eu também vibrava e parava tudo com o cabrão do Dragonball!!!

    ResponderEliminar
  14. É uma parvoíce pegada do princípio ao fim o que escreveste. :D

    Mas confesso que eu também brincava com carros e também achava piada ao Mascarado da navegante da Lua e não perdia um episódio do Dragon Ball. Só nunca achei foi piada ao ouriço, nem parti os dentes da frente por causa de uma mangueira. Para isso é é preciso um tipo de maluquice mais à frente :D

    Bom... mas haviam uns desenhos animados duma rapariga que era a Jenny e era tenista e a sua maior adversária era a Madame Butterfly (há alguém que tem um blogue e assina com esse nome. Se calhar ela também via esses bonecos) e no fim de cada episódio eu ia para a rua com a minha raquete de ténis atirar umas bolas contra a parede. Eu estava mesmo convencida que era como a Jenny e que sabia jogar ténis muito bem e que ia vencer as Madames Butterflys da vida.

    Parvo-criancices! :D

    ResponderEliminar
  15. Dora,


    Eu aos miúdos da escola dava era porrada... eu era tão simpática lol

    ----

    Pequena Lince,


    Alguém que me entende, o Dragon Ball tinha gajos mesmo... bem constituídos váááááá.

    ----


    Hyndra,


    Não tenho conhecimento dessa Jenny, tenho de ir averiguar essa Jenny malandra :)

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!