Tudo eu... tudo eu...

Quando eu era pecarruxa (váááá não que eu seja muito grande) via atententamente os programas de culinária da Filipa Vá-com-Deus (eu sei que não é assim que se escreve o nome da senhora, mas eu gosto porra).

Sinceramente, não sei porque é que os via porque eu odeio cozinhar... aliás, menina sou eu, para comer a sopa da minha ao almoço e ao jantar só para não ter o frete de fazer comida, claro que o Abade estraga-me os meus planos de preguiça quando me pede 5 bifes, 3 ovos estrelados, arroz, batata e massa (para apenas uma refeição) e eu tenho de fazer tudo porque senão o rapaz ainda me morre subnutrido.

Mas, adiante... e vim-me para aqui com esta conversa húmida porque hoje ao ver um anúncio que passou na TV com a dita senhora, tive o azar de comentar que eu sempre achei que a Filipa Vá-com-Deus era o Vítor de Sousa (o comediante que trabalhava com o Herman) mas disfarçado com uma peruca.
Pensava eu, na minha inocência que o homem quando tinha inspirações de cozinhar metia a peruca, vestia a saia e o avental e lá ia ele para frente das câmaras cozinhar.

Pronto... podia-lhe dar para pior, por exemplo podia-lhe dar para levar no cú... o que na volta 15 anos depois descobriu-se que afinal ele levava mesmo, mas olhem... fui gozada a torto a direito e o resto é conversa.

Mas o pior disto tudo é que eu deixei passar o prazo de carregamento do telemóvel, isto é que me fode o juízo e tem tudo a ver com o assunto inicial do blog!

11 comentários:

  1. Também quero que a minha mãe me mande sopa de vez em quando (pode mandar por barco ou avião, tanto faz, não sou esquisita)! Ando sem pachorra para me enfiar na cozinha para fazer refeições.
    Deixa de ser preguiçosa e vai carregar o telemóvel.

    ResponderEliminar
  2. E sopinha é bem bom.
    Já dizia a mãe do Victor de Sousa (quando ele era picarruxo): Victor, ou comes a sopa, ou levas no cu.
    O paneleiro de merda nunca mais comeu sopa na vida eheheh.
    Sabes que o prato mais famoso da "Filipa, vá com Deus, que eu vou com a sua filha", é arroz de cordéis de chouriço? Um dia a gaja contou essa história num "pugrama" do Herman, mas eu agora não tenho tempo eheheh.

    ResponderEliminar
  3. Se não explicasses quem era o Vitor de Sousa, acho que não chegava lá :-)

    ResponderEliminar
  4. E prukéke o Abade não desalapa do sofá, saca da peruca e bota a mão nos tachos???

    ResponderEliminar
  5. Já existe medicação para isso de certezinha absoluta!

    ResponderEliminar
  6. Uma transição perfeita entre as asneiras que disseste antes e o carregamento do teu telemóvel. Genial! Quem escreve assim não é gago!

    lolol

    ResponderEliminar
  7. Essa é boa! Eu tb teria gozado... eheh

    ResponderEliminar
  8. Lol!! Pensando bem, realmente a Filipa Vá-com-Deus é o Vítor de Sousa disfarçado de mulher, como não tinha percebido isso,dhaaaaa!!!
    Realmente o assunto do telemóvel tem tudo a ver com o assunto, lol!!!
    Bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  9. nao acredito que vias um programa de culinaria e nao sabes fazer sopa!

    ResponderEliminar
  10. EU NÃÃÃÃÃÃO SEIIIII FAZERRRRRR SOOPPPPAAAAAA! LOL

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!