Didi, a trabalhadora!

Como hoje o dia estava a ser extremamente aborrecido lá pelas bandas do meu trabalho, decidi fazer algo construtivo para me animar e animar as minhas duas coleguitas que estavam quase a bater com a tola na mesa de tanto tédio que havia.

Lembrei-me duma altura em que pus um colega meu a ligar para a minha mãe e a dizer que era da polícia e que eu tinha sido presa por atentado ao pudor... oras, de que é que eu me fui lembrar.

Peguei no telélé, meti-o privado e marquei o número de uma colega minha.

Di - "Tou sim, muito boa tarde. Estou a ligar do Quem Quer Ganha e tenho uma pergunta para si por 500€. Está interessada em responder?"

V. - "Ah pois... obrigada mas não!" - E pimbas... desligou-me o telefone nas trombas.

Fodasse! Mas quem é que se nega a 500€ a troco de uma pergunta?! Realmente eu nem sei porque é que a tipa trabalha, ó queresse dizer...
Uma gaja a querer dar dinheiro e ninguém o quer aceitar, tamos em crise tamos... tamos é uma ova!
Mas não desisti não, toca de marcar outro número e ligar para outra colega.

Di - "Estou sim? Muito boa tarde, o meu nome é Mónica Silva e estou a ligar do Quem Quer Ganha e tenho para lhe oferecer 500€ a troco de uma pergunta. Está interessada?!"

E quando oiço do outro lado "Claro que sim, claro que sim porra. Ora venha de lá essa pergunta" foi a mais pura alegria!!!

Di- "Ora então vamos lá,para 500€. "Rebuçado" É com...com... ç.... ç... de ced..."

Quem estivesse por fora diria que eu estava a ter um ataque epiléptico... quando na volta era mais uma vontade incontrolável de me rir e com um pinguinho do xixi a dar os ares de sua graça de tão aflitinha que eu estava.
Não aguentei e entre risos, soluções e possíveis pinguinhos de mijo desliguei o telemóvel.
Depois da crise passar tranquei-me numa sala para não ouvir as risadas das minhas colegas que me estragavam a compenetração e tornei a ligar para a coleguita... ela atende e muito chateada a dizer que estava na hora de trabalho e para eu despachar o raio da pergunta que ela queria ganhar os 500euros.

Pedi mil desculpas, desculpei-me que era o meu primeiro dia de trabalho e que estava muito nervosa (e cada vez com mais vontade de me rir).
E recomecei: "Então, Rebuçado é com Ç de cedilha, com S ou com dois esses?!"

Ao fim de repetir umas 9 vezes a palavra "rebuçado" lá se decidiu que era com Ç cedilhado, mas muitooooo na dúvida.
E quando lhe disse "PARABÉNS, ACABOU DE GANHAR 500€. Um colega meu da produção irá entrar em contacto consigo para lhe pedir os seus dados" só ouvia do outro lado... UHUUUU IUPIIII EHHHHHH, Não se esqueçam de amandar o dinheiro, amandem o dinheiro."

E à hora de saída vinha ela toda contente a dizer que tinha ganho quinhentos euros só para dizer rebuçado, maneiras que neste momento ela deve estar a excomungar a equipa do Quem Quer Ganha porque ainda ninguém lhe telefonou a pedir os dados!

Ai, Ai...são estas pequenas coisitas que tornam até o dia mais rançoso num dia engraçadito!

7 comentários:

  1. LOLLL tu és do pior lolll
    O R e os amigos tinham era a mania de ligar para gajos que estava a vender cenas no jornal, e ligavam as tantas da noite...
    Enganares a tua amiga..... xiça ainda bem que so te conheço virtualmente lolll

    ResponderEliminar
  2. Isso não se faz pah! A tua colega até tem um desgosto quando perceber que não vai receber 500€ extra. lol

    ResponderEliminar
  3. E eu que pensava que era terrível ... hiih

    ResponderEliminar
  4. Por isso é k eu deixei de atender quando não tem número!
    Podes ser tu...

    ResponderEliminar
  5. eheheheheheh
    Boa partida!!!

    Agora, vou contar-te uma que eu uma vez fiz. Prepara-te, que vais gostar... :)

    Há muitos anos atrás, a empresa onde eu trabalhava mudou de instalações para outra parte de Lisboa. O novo escritório ficava em frente a uns prédios de habitação.

    Ora bem, no prédio mesmo em frente ao nosso, vivia um tipo que era maluco. Todos os dias, ia para a varanda, subia a um banquinho e masturbava-se. Quando nos apercebemos disso, nem podíamos acreditar!!

    Era todos os dias à mesma hora. E a empresa parava a assistir àquela degradação até ele chegar ao fim.
    (Faço ideia o chão daquela varanda, emfim, foi só um pensamento. Adiante.)

    Ora, um belo dia, liguei para o 118 e pedi o número de telefone daquela casa (já sabia o nome da rua, e foi só contar os andares, fácil, fácil!!).

    Pois quando ele ia a meio do "serviço", liguei-lhe, e ele parou para ir atender. Uh, Uh, acertei no número!

    E eu desliguei para pensar...

    Liguei novamente.

    - Estááá? É da agência funerária?
    - Não, não - dizia o masturbador.
    - Ah, desculpe, mas não estou a ligar para a rua X, n.º Y, em Lisboa?
    - Sim, está.
    - Pois então é a morada que eu tenho para ir aí entregar o caixão. É só para avisar que já vai com o corpo lá dentro, está bem?
    E desliguei.

    ahahahahahahhaha
    Nunca mais ele se masturbou.
    ahahahahahahahha

    Podes usar esta, Dinona!

    ResponderEliminar
  6. Estive aqui a fazer contas, e esta partida preguei-a há 11 anos atrás. Está na hora de pregar novas partidas. LOL

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!