Como preencher um cheque (curso intensivo)

Primeiro abrimos o livro de cheques com delicadeza, porque ele pertence ao patrão e temos que mostrar respeito para com o nosso material de trabalho (e até porque não queremos ser despedidas pelo facto de sermos umas bestas).

Preenchemos o valor de 2.190,95€, o local de emissão, a data e o campo à ordem e passemos então a escrever o valor por extenso.

Tentativa nº 1:
Dois mil e novecentos euros (???)

Tentativa nº 2:
Dois mil cento e noventa e trinta (mas que merda de junção de números foi esta??)

Tentativa n.º 3:
Dois mil e noventa e cinco euros (vá lá, vá lá que a dislexia parece estar a melhorar)

Resumindo, concluíndo e explicando o porquê de ter destruído três cheques; ando com a cabeça no ar porque o Abade me disse que no final deste mês me ia oferecer uma máquina fotográfica SRL (é aquelas todas chiques, pretinhas e bem gordalhufas, que tiram maravilhosas fotos e custam o cú e oito tostões) e eu não me consigo concentrar em nada... EHHHHH sou pior que as crianças.
Mas agora vamos lá ver é se dentro da caixa da Canon não estarão 10 pares de meias, até o comia vivo e chupava-lhe os ossinhos!

Domingo... bleahgr!

E porque hoje é Domingo e eu já estou com a lua por amanhã ir trabalhar, deixo-vos com umas fotos do Yoshiósaurosrex tiradas pela minha rica prima Kaminaru., a única que consegue tirar fotos de jeito a este gajo.
Reparai bem no tamanho do animal! E o pior é que ele não pára de crescer, até dá medo.

Finalmente uma foto tirada decentemente.

Yoshi e a sua língua de metro e meio, fantástica pró minete.

Tava muito quietinho pró meu gosto.

Aqui com arzinhos de bonacheirão... impossível de resistir.

Custou mas chegou!

Tava a ver que eu não chegava viva até ao fim da semana... estou tão queimada, tão queimada que acho que nem tenho forças para terminar esta fra

Foder à Toni e Foder à António!

Fazendo uma definição à moda da je; uma fodinha à Toni é um diminutivo de uma foda e por consequente é uma pseudo-foda que só serve para encaminhamento para desígnios maiores ou então para embalar.

São aquelas em que ele está por cima super carinhoso, ali a pim pim pim cheio de cuidadinhos e a gaja escancarada debaixo dele quase quase a adormecer.


Ele a pensar que está a ser super romântico e a fazer amor de forma memorável que ela nunca se irá esquecer daquela pinada, quando está é a ser um pieguinhas e um paneleiro de primeira.

E ela a pensar que está a foder com um tótó e que queria era estar a ser fodida como uma vacarrona e a gemer como quem está a levar uma dose de tareia com uma chibata!

Agora, uma fodinha à António já é outra conversa! Como o bom nome indica é uma foda bem à bruta e bem à portuguesa... é uma foda completa e com todas as letras, são aquelas em que a gaja quase que nem consegue respirar cada vez que o tarolo lhe toca nas trompas de Falópio, isso é que é bonito de se ver!!! Estar ali a ser afiambrada a torto e a direito com o martolo e os colhões a baterem forte e feio na pintarola, tal e qual um martelo a bater na cabeça dum prego... essas é que são memoráveis, essas que quando uma pessoa acaba tem que ir beber 3 copos de água e ligar a ventoinha é que ficam gravadas!


» Toni VS António:

"Toni?? Qual Toni??? Ah... não era aquele muito fofinho?? Ah não, isso era outro. Olha não me lembro dele"
"O António?! Fogo!!! Granda maluco, numa semana pôs-me em forma!"

Toni 0 - 1 António


» Foder à Toni, é: "Tás bem mor? Estou-te a magoar mor? Queres que eu faça mais devagar fofinha? Queres parar bebé?? Amas-me minha paixão??"


» Foder à António, é: "Então não gostas disto, não?! Então toma lá minha puta para aprenderes a gostar!!!"


Toni 0 - 2 António


Um Toni é giro para primeira vez e coiso, mas mesmo assim, haja paciência... porque um gajo que a meio duma berlaitada nos pergunta se o amamos é meio caminho andado para dar um ataque de riso... é quase como estar a cagar e pedirem-me em casamento.


Agora um António... com um gajo desses é até as bordas ficarem com queimaduras de 1º grau.


Espero que vocês tenham o António (ou Antónia, no caso dos gajos) da vossa vida com um pouco de Toni à mistura para desenjoar (mas só de vez em quando, hein?!).


Mas caso contrário tenham apenas um Toni vocemecêzes andam a perder a vossa juventude


Estou a pensar abrir um consultório amoroso, que achais boa gente?


Dinona - Especialista em Coiso

Horário de Expediente - 2ª a 6ª das 09h00 às 18h00.

I AM ALIVEEEEEE!!!

Vivinha da silva para vos actualizar sobre coisas... que coisas são?? Não faço ideia, mas hão-de ser importantes.

Eu sei que vocês andavam aí já todos de grelo aos saltos a pensar que eu tinha morrido de coma alcóolico durante o concerto dos Metallica, mas não meus sacaninhas... eu nunca me calo!
Eu sou a gaja do povo, que luta pelos direitos... pelos direitos e pelos tortos!
Eu sou a gaja que nunca entrará em coma alcóolico, porque ao fim do terceiro golo de cerveja já tá a tocar ao pífaro e a dizer javardices e é-me retirado logo o copanaizo das manápulas.

Mas dirijo-me eu a vós, para manifestar o meu desagrado perante as nossas forças policiais... que não sabem manter a ordem e acima de tudo são PANASCAS.
Vou eu, cidadã exemplar na fila para ser revistada antes de entrar para o Pav. Atlântico e a fazer continhas à vida que vou ser apalpadinha e já de sorriso nas beiçolas quando chego ao pé do senhor agente e o gajo me diz muito enjoadinho "a senhora tem de ir para a fila das mulheres".

Como se já não ficasse chateada por me ter dado uma valente tampa, ainda me ofende chamando-me "senhora" olha que merda... estes agentes são de uma falta de respeito que até dói.

Lá fui eu para a fila para paxaxas... a pensar que talvez não tenha perdido tudo, pode ser que ao menos ela me afalfe que é para eu não ir de mãos a abanar para o concerto, e não é que a gaja olha para mim e manda-me seguir em frente?! Nem um "abre as pernas sua putéfia" "És uma fácil e vais para a esquadra onde vais ser chicoteada"?!

E no meio disto tudo o Abade a ser todo apalpado e examinado. Estou extremamente indignada com tudo isto... valeu-me o meu rico James Helfield para alegrar e me dar muitas dores de pescoços de tanto abanar a cremalheira... até porque só hoje é que as dores me passaram completamente.

Outra coisa que me deixou muito constrangida do esfíncter foi o Pedro Abrunhosa & Seus Tomates.
Tava a ver a gala dos Globos de Ouro e aquele borrego a cantar quando de repente ele se vira de frente para a câmara e eu só de ver o que vi ía tendo um AVC.
Aquilo era uma assombração, até meteu medo... um tomato-poltergeist!!!
Então o gajo apresentou-se-me na gala com um par de tomates que acho que deixou a SIC líder de audiências durante o resto da gala.

Estou tão chocada que até tenho medo de ir dormir... não me vá aparecer tomates a voar nos sonhos e eu ainda digo alguma baboseira e acordo de olho à belenenses... olha lá ó meu!

Avé Santa Maria dai-me paciência para uns pais nossos!!!

Queria informar-vos em primeira mão que a Dona Ana (a tal do telefonema) teve o cuidado de ir lá a Fátima e trazer-me um terço meus amigozes... um terço... ...

Se ainda fosse um vibrador até lhe dava um beijo naquele bigode de metro e meio... agora com um terço não sabia se lhe enfiasse uma enxada dos cornos ou lhe deixasse os cornos enxados (reparai bem na subtileza do trocadilho, isto é muita categoria).

"Olha Di, tens aqui um terçinho que te trouxe... e olha que não é do chinês, foi benzido na capelinha do não-sei-das-quantas para te dar muita protecção."

Fiquei a olhar para ela como quem leva com um camião em cima e vive para contar a história e tive vai-não-vai para lhe dizer que a borrega que lhe quis oferecer os 500€ era eu, mas fiquei com a sensação que se lhe dissesse ela ia logo a rastejar até Fátima para me rogar uma caganeira épica que até faria o Hércules cagar-se de vergonha (por mim, até tava bom que eu adoro arrear o calhau)... mas pronto, fiquei emocionada com o gesto da senhora que sabe que eu não sou nada de catolicismos e mesmo assim tentou converter-me... tentou o impossível.

Mas a parte da protecção é que é ridícula, eu já tenho um cão que é mestre em defesa pessoal... venha quem vier leva uma cabeçada na parrarra e nos tomates que fica logo arrumado pró resto da tarde e acho que com protecções destas nem era preciso preservativos e pílulas para nada que o gajo leva tudo à frente.

Entretantos no Domingo passado fui a casa da minha primusca, a Kaminaru e fiquei fascinada com esta janela que ela tem que dá de caras para a casa de outra vizinha e vai o mê primão "Ai pah... já me aconteceu às vezes vir nú e não me lembro desta janela".

E o que é que eu me lembrei... passou-me logo na ideia o Abade a levantar-se de manhã e a olhar para a rua todo nú a coçar os tomates e o cú e depois subtilmente a cheirar a mão para ver se o cheiro tá bem apuradinho... claro que se isto acontecesse a vizinha da frente iria por-se aos berros a dizer que estava um lobisomem em minha casa e vinha de lá com supositórios de prata que eu enfiaria de bom grado no cú do Abade.

Mas quem ficou excitado com esta ida aos meus primos foi o Yoshi que acho que provou pela primeira vez a alegria da chamada TESÃO... e tentou dar algumas lambidazitas carinhosas no pito da cadelita dos meus primos, como comprova a foto.

O gajo não se babava de excitação... o cabrão tinha um cano da EPAL directamente ligado à bocarra, pobre Bekas que tomou um banho salivar vaginal hidratante.

Claro que quem não achou muita piada foi o cão dos meus primos que viu pela primeira vez que aquela cadela é uma fácil que se abre logo ao primeiro... enfim... o Yoshi tá na flor da idade e cheira a sexo e ela não resistiu, putéfia do caralho... realmente as gajas são todas iguais!

E tudo isto para dizer que hoje há missa no Pavilhão Atlântico pelas 19h e eu vou lá entoar uns cânticozinhos muito puros e castos que eu cá sou a virtude em pessoa.

Faz hoje 2 anos...

... que eu levei com uma porta de madeira maciça nos cornos, que até desmaiei.

Correcção: Acho que antes de a porta me acertar na tromba eu já tinha desmaiado de antecipação.
Ainda estou para saber como é que a porta saiu do bendito caixilho e caiu em cima de mim.
Eu cá tenho na minha ideia que foi coisa do Sr. Abade para ver se ficava com a casa paga mais cedito, mas bem que se fudeu que eu sou osso difícil de roer.

E faz hoje 25 anos que a minha mãe estava de perna aberta no Aviário Nacional (vulgo Maternidade Alfredo da Costa) a guinchar que nem uma porca, enquanto eu fazia ronha para nascer.

E faz hoje cinco anos que aturo com o Abade e que o Abade me atura... maneiras que se o gajo não me oferece nenhuma prenda, ou comete o erro de me oferecer 10 pares de meias como no Natal temos porrada no galinheiro que ele apanha por duas vezes.

Entretanto aproveito e ponho aqui a foto do meu rico galo que ficou gravada para a posteridade!

Bem, bem... bamo lá ver.

Luzia, eras tu que eu fu... fu...

Eis que 250 anos depois oiço novamente uma das músicas que marcaram a minha juventude... e não conheço ninguém que nunca tenha cantado esta preciosidade, pelo menos, uma vez na vida... e quem não cantou é porque devia ser daqueles gajos que levava porrada no recreio e depois era levado pra um beco onde lhes era enfiado um dedo no cú.
Isto até foi parte da minha inspiração para eu criar uma musiquinha a muito custo pessoal (que puxar pela imaginação também dói)... há-que cantar isto como quem canta o Jingóbell, Jingóbell, ora cá bai:
Sexo Oral no Natal
Não é nada mal
Não faz mal,
Não faz mal,
Faz-se Sexo Anal,

Uma Orgia convence,
Um Bacanal me pertence,
E se me chuparem bem,
Eu dou o cú também,

EY

Vamos foder,
Vamos foder,
Até o sol nascer,
Vai ser só queimar, queimar,
Atééééé oooooo preservativo rasgar!
E de caminho era só para vos avisar que eu AMANHÃ dia 14 de Maio faço anos, por isso é favor de me amandarem prendas decentes, caso contrário corto-vos a entrada aqui ao blog e... e... e mais não digo!

O papá, as gajas e eu!

É de mim... ou a vinda do Papa cá a Portugal fez com que se soltassem todas as gajas e mais algumas que estavam fechadas no fundo da arca de enxoval?!

Com a quantidade de pipis que andavam a conduzir os autocarros se eu tivesse andado muito mais de transportes públicos durante o dia de hoje tinha-me transformado numa lésbica de caixão à cova e o Abade nunca mais me punha as vistas em cima.

Até que eram umas moçoilas bonitinhas, sim senhora, mas conduziam tão mal, tão mal que até dava dó. Os solavancos e travagens bruscas (que ainda fizeram com que eu batesse uma vez com a cabeça no varão) eram dignas de um terramoto 7.9 na escala de Richter.
Eram um poucoxito mal encaradas, mas o facto de ver tanta mulher a conduzir despertava a curiosidade do porquê só ver no dia de hoje gajas ao volante.

O mesmo não posso dizer dos polícias, que na Av. EUA pareciam estar a aprontar-se para concurso do "Espelho meu, Espelho meu... existe barrigão maior que o meu?!"... tudo em filinha ao longo do passeio da Avenida para saudar o paizinho que estava mesmo à espreita, cada um com a barriga maior que o anterior, mas tão emproados, tão emproados que se quisessem enfiar-lhes um caroço de azeitona no cú o gajo fazia ricochete para trás e ainda vos vazava uma vista, de tão apertadinhos de orgulho que estavam!

O que vale é que hoje até participámos nas festividades da banda "Bentinho & Seus Outdoors" a cantar durante todo o dia o "Aleluia... Aleluia... Aleluia... Aleluiiiâââââ" (perdoem-me, mas eu só sei o refrão) e o "Avé Maria cheia de graça" e aproveitamos e de caminho ainda cantámos o "Eu levo no pacote" da Rosinha e os Chave de Ouro. O Papa bem que poderia vir cá mais vezes!

E com isto tudo, quem se deve ter vindo com a vinda do Papa foi aqui o gajo do talho adonde eu costumo ir. Isto porque, todos os dias religiosamente às 18h em ponto ele está a ouvir a missa na rádio... e não é que quando ele está a ouvir aquilo e a comungar os seus pecados as hamburgueres saem uma maravilha?! Já das vezes em que o seu religioso rádio esteve avariado as gajas ficaram sem jeito nenhum porque não foram abençoadas.

E convém que as minhas hamburgueres sejam abençoadas porque basicamente é o que o Abade come dia sim, dia sim com esparguete e se aquilo tá uma merda quem apanha nos cornos sou eu porque não cuido do meu homem... e apesar de eu gostar de levar uma porradita ou outra não gosto de apanhar todos os dias porque às tantas a coisa perde o encanto.

Esta imagem... esta imagem...

Didi, a vingadora!

Tempos idos, ainda nem eu morava com o Abade mas que já namorava com a fera eu decidi começar a cortar-lhe a juba.

Irritava-me o facto de ele ir de três em três semanas ao barbeiro (cabeleireiro é para gajas) largar lá 7€ e vir de lá com a cabeleira exactamente como entrava (é que só assim por acaso, esses 7€ poderiam ser gastos comigo, atentai que isto não é egoísmo é saber gerir o dinheiro dos outros).
Então, como eu sou a moça dos 7 ofícios decidi dar uso à máquina de cortar cabelo que comprei uma vez e nem sei bem para quê. Foi mais uma crise de consumismo desenfreado, só phode.

Mas eu tenho um problema (entre vários) eu sou muito boa cabeleireira, se, e agora digo bem, SE eu estiver com a minha personalidade boazinha. Porque se estiver com a telha, com a lua, com o periódico, com fome, com sede, com sono, chateada com ele, ou com qualquer coisa ... os meus dotes cabeleirísticos viram peças de arte na cabeça dele.

Já por várias vezes, o moço vem-me pedir para lhe dar uma aparadela no pelo e eu, chateada com ele resmungo mas corto à mesma, porque me lembro dos ditos 7€ e até me arrepio de os dar a outra pessoa.
Umas vezes faço-me de parva e corto com máquina zero, outras vezes desenho ondinhas, traçinhos... e o desgraçado nem nota, porque passasse tudo nas traseiras da cremalheira.

Mas hoje, como estava especialmente bem disposta com os benfiquistas (sim, sim vocês) não se calarem, e sendo o Abade benfiquista ferrenho eu tive que me vingar em alguém... e o alguém tá-se mesmo a ver quem é que foi.
Começei perfeitamente pelo topo da cabeça deixando tudo muito bem aparadinho digno duma Lúcia Pilota, depois na parte de trás é que foi o descalabro, cortei nuns sítios e deixei outros sítios com o cabelo grande vai-e-vem-vai-e-vem... após fazer uma obra-prima tão perfeita até apeteceu beijar-me a mim mesma.
Ficou tão perfeitinho que ele nunca iria reparar, mas qualquer pessoa que olhe para ele por de trás vai-lhe perguntar a que cabeleireiro é que ele foi que é para nunca lá meter os penantes!

Tou para ver o que é que lhe dirão os colegas amanhã... e pior! Tou a ver é que é amanhã que ele me vai apertar o pipo, ólarilólé.

Sou tão boa rapariguinha que já devo ter um lugarzinho reservado no inferno só com o meu nome.

Pfuuuuuu...

42 seguidores?!

Onde é que isto já se viu?! É a puta da loucura pah!!!

Começo a acreditar piamente que o mundo irá ter um fim muito brevemente.

Eu até fico admirada como é que há gente que me lê, e pior... que me segue!!! Quem é que no seu perfeito juízo anda a ler as parvoíces que eu para aqui escrevo?!

E eu ainda fico mais fascinada e com gazes é de ver que a maioria das pessoas comenta a horas de trabalho, o que me leva a crer que eu sou a maior causa da abstenção trabalhista... tá bem que eu costumo escrever durante a minha hora de trabalho, mas fosgasse... eu sou eu, caralho!

Até estou a pensar fechar o blog para bem da saúde pública mental e laboral de Portugal. Este país já anda de mal a pior e com os cidadãos e cidadonas a lerem as coisas cultas que eu escrevo práqui então é que vai tudo descambar para o degredo!

Começo mesmo a ficar preocupada! Vocemecêzes não consultem psicólogos que não é preciso.

Vááááá... tou para aqui a falar, a falar, mas tou aqui toda emocionada (inclusivé já gastai um pacote de lenços por tar aqui a chorar feita a Marie Madeleine).
E fiquem sossegados que eu não fecho o blog, o que é que depois eu iria fazer durante o meu horário de trabalho?!

Um dia destes... um dia destes...

Di - "Então Dona Ana, diga-me lá se já recebeu os tais 500 euros?!"

Dona Ana - "Epah... ainda me ligou ninguém a pedir dados! Cá para mim aquilo foi gozação!"

Di - "De certezinha, ó Dona Ana! Já se sabe que há para aí malucos para tudo que até dá medo, tenha cuidado."

Dona Ana -"Se eu sei quem foi que ligou enfio-lhe um murro nas trombas"

Não sei porquê, mas depois de ela dizer isto fiquei cheia de vontades de lhe dizer que fui eu, nem sei como é que me contive!

Um dia destes... um dia destes fazem-me a folha e eu nem bufo!

Fffffffffoooooooo...

..dasse!!!

Vocês tão a ver quando os gajos se queixam da dor que têm quando levam uma cacetada nos tomates?!

E vocês também tão a ver quando eles dizem que as mulheres nunca terão dores dessas, logo nunca terão termo de comparação?!

Para esses maricas eu digo... NÃO TENHO TERMO DE COMPARAÇÃO UM CARALHETE ENFIADO NA PEIDA É QUE NÃO TENHO.

Ou tenho um parzorro de colhões escondidos ou então não sei!
A única coisa que sei é que o Yoshi tava deitadinho e eu aproximei-me dele para lhe dar umas festolas no lombo... o gajo levanta-se mais depressa que uma ejaculação precoce e manda-me uma cabeçada na vadjina que eu até vi estrelas...
Ás vezes o Abade também me manda cabeçadas com o Zé Nabo, prontes... essas até as aguento bem porque eu sou uma moça forte e tal mas nesta até me vieram as lágrimas aos olhos enquanto eu chamava pela minha rica mãezinha.

Aquilo foi osso com osso... e ia jurar que quase que ouvi as trompas de falópio queixarem-se da força do impacto, que assim não há condições de trabalho!

Por isso tá-me aqui a ocorrer uma coisa, já inventaram conquilhas para homens, podiam também inventá-las para mulheres... que neste caso chamariam-se conilhas ehhhhhh

Didi, a trabalhadora!

Como hoje o dia estava a ser extremamente aborrecido lá pelas bandas do meu trabalho, decidi fazer algo construtivo para me animar e animar as minhas duas coleguitas que estavam quase a bater com a tola na mesa de tanto tédio que havia.

Lembrei-me duma altura em que pus um colega meu a ligar para a minha mãe e a dizer que era da polícia e que eu tinha sido presa por atentado ao pudor... oras, de que é que eu me fui lembrar.

Peguei no telélé, meti-o privado e marquei o número de uma colega minha.

Di - "Tou sim, muito boa tarde. Estou a ligar do Quem Quer Ganha e tenho uma pergunta para si por 500€. Está interessada em responder?"

V. - "Ah pois... obrigada mas não!" - E pimbas... desligou-me o telefone nas trombas.

Fodasse! Mas quem é que se nega a 500€ a troco de uma pergunta?! Realmente eu nem sei porque é que a tipa trabalha, ó queresse dizer...
Uma gaja a querer dar dinheiro e ninguém o quer aceitar, tamos em crise tamos... tamos é uma ova!
Mas não desisti não, toca de marcar outro número e ligar para outra colega.

Di - "Estou sim? Muito boa tarde, o meu nome é Mónica Silva e estou a ligar do Quem Quer Ganha e tenho para lhe oferecer 500€ a troco de uma pergunta. Está interessada?!"

E quando oiço do outro lado "Claro que sim, claro que sim porra. Ora venha de lá essa pergunta" foi a mais pura alegria!!!

Di- "Ora então vamos lá,para 500€. "Rebuçado" É com...com... ç.... ç... de ced..."

Quem estivesse por fora diria que eu estava a ter um ataque epiléptico... quando na volta era mais uma vontade incontrolável de me rir e com um pinguinho do xixi a dar os ares de sua graça de tão aflitinha que eu estava.
Não aguentei e entre risos, soluções e possíveis pinguinhos de mijo desliguei o telemóvel.
Depois da crise passar tranquei-me numa sala para não ouvir as risadas das minhas colegas que me estragavam a compenetração e tornei a ligar para a coleguita... ela atende e muito chateada a dizer que estava na hora de trabalho e para eu despachar o raio da pergunta que ela queria ganhar os 500euros.

Pedi mil desculpas, desculpei-me que era o meu primeiro dia de trabalho e que estava muito nervosa (e cada vez com mais vontade de me rir).
E recomecei: "Então, Rebuçado é com Ç de cedilha, com S ou com dois esses?!"

Ao fim de repetir umas 9 vezes a palavra "rebuçado" lá se decidiu que era com Ç cedilhado, mas muitooooo na dúvida.
E quando lhe disse "PARABÉNS, ACABOU DE GANHAR 500€. Um colega meu da produção irá entrar em contacto consigo para lhe pedir os seus dados" só ouvia do outro lado... UHUUUU IUPIIII EHHHHHH, Não se esqueçam de amandar o dinheiro, amandem o dinheiro."

E à hora de saída vinha ela toda contente a dizer que tinha ganho quinhentos euros só para dizer rebuçado, maneiras que neste momento ela deve estar a excomungar a equipa do Quem Quer Ganha porque ainda ninguém lhe telefonou a pedir os dados!

Ai, Ai...são estas pequenas coisitas que tornam até o dia mais rançoso num dia engraçadito!