Passem-me lá outro exame daqueles faxavôr!

Meus ricos filhos, então não é que onde quer que eu vá só armo barracada?!

Para começar não se admite! Não se admite uma pessoa aperaltar-se toda para um exame desses. Estar 5 minutos a criar um excelente penteado escadeado na pintelheira lá debaixo e depois chego lá ao consultório e vejo tudo na penumbra!

Lá entrei no gabinete, a tremer de nervos fui contra o caixote do lixo e ri-me que nem uma perdida.

Conversa da xaxa com o senhor até que me manda despir e deitar-me na maca.


Trálálá, deito-me e ele saca do preservativo e enfia numa coisa que parece uma escova de dentes eléctrica. Revirei os olhos, respirei como se estivesse em trabalho de parto e conforme o senhor enfia aquilo pelo pipi acima então não é que me sai uma risada tão alta que tenho a sensação que o povo na sala de espera me ouviu.
Tá claro que o médico e a assistente riram-se que nem uns perdidos, é sempre bom ter anormais destas que acham um exame extremante divertido.

Depois do exame feito e estar tudo Ok, leio no relatório que tenho uma cavidade uterina virtual, o que me leva a crer que pode-se fazer alguns joguinhos lá dentro do tipo do Second Life. Vou dizer ao Abade para agarrar no comando da playstation e desatar a clicar nos botões que pode ser que alguma coisa aconteça.

E claro... claro que depois de terminar a consulta saí-me com outra pérola "Oh Dôtor, eu preciso de arranjar uma coisa destas, é que para além de ser divertido ainda filma" e depois de me levantar e ir vestir a cueca saco de pão não é que fui outra vez contra o raio do caixote, era verem-me com a cueca e a calça enfiada numa perna e ir de banda comó miranda contra aquela porcaria.

Vim-me para a recepção, onde a simpática da vaca da recepcionista ao dar-me o relatório da consulta me perguntou se me tinha devolvido a caderneta de grávida... tive, vai-não-vai para lhe perguntar se ela não estava de bem com a vida dela, é que se ela não estava eu punha-a bem.

Maneiras que tenho que ir lá ao meu médico funerário de serviço pedir-lhe mais uns exames deste género que são extremamente divertidos.

Pânico no túnel

Segundo a minha agenda extremamente ocupada parece que amanhã vou ter uma consulta.

Mas não é uma consulta qualquer, não senhor... Segundo a credencial médica vou fazer uma ecografia endovaginal, ou seja, vão-me enfiar um barrote com uma câmara pela vajeja acima.

Já aqui escrevi nuns posts mais atrás que o meu médico de família é um sacana dum agente funerário e uma pessoa para pedir uns exames quaisquer que sejam para fazer um checkup o gajo diz sempre que tamos de perfeita saúde que não há necessidade porque os exames só fazem é mal e bem que podemos aparecer lá com um pulmão de fora que para ele é perfeitamente normal!

Cheguei-me lá ó pé do Sô Dôtor e disse-lhe que queria uma revisão ó pipi, ver se a kilometragem estava em ordem, se estava boa de lubrificações... coisas de gaja. Claro que ele me diz que "NÃO"de caras e claro que eu lhe mando um cabrão dum berro às orelhas e disse-lhe (porque eu já conheço a manha do borrego e sei que preciso de enfiar-lhe grandes barretes e levantar-lhe a voz) que andava muito mal, cheia de dores que não era normal e ainda consegui pôr a lagriminha no canto do olho (o meu truque foi lembrar-me dos 10 pares de meias que o Abade me ofereceu no Natal para ficar toda comovida).

O homem lá cedeu e eu fiquei toda contente a pensar que ia a uma simples consulta de gineconalogia, quando muito inocentemente pergunto a uma colega minha o que é uma Ecografia Endovaginal e ela só me diz: "Ah vais adorar".

E eu: "Mau... tar de perna aberta com estranhos e adorar não é muito comum, a última vez que eu devo ter estado de aberta foi quando nasci e só porque o pédofilo do médico insistiu muito comigo porque queria ver de que sexo é que eu era."

E diz-me a minha colega muito alegremente: "Ai pah, aquilo é tipo um vibrador grande que te enfiam pelo pipi acima mas com uma câmara para ver se está tudo bem."

... a parte do vibrador, ainda vai que não vai... a parte de ter uma câmara também a engulo porque tem a sua piada estar a ver o canal da mancha em directo e a parte do grande até que me agrada em particular (não se ponham com pensamentos porcos... eu apenas quero ver as minhas trompas de falópio e para isso é preciso uma câmara de longo alcance, logo, terá de ser grande).

O que eu não estava à espera é que ao marcar a consulta só houvesse um médico, médicOOOOOOO! Eu...eu que sempre disse "fazer turismo nos países baixos para outros fins sem serem lúdicos, é só mulherio" e sai-me um pixas!

E logo eu que sou uma encaralhada com coisas destas e calha-me logo um homem! E ainda a minha colega se pôs a dar opinião de eu ficar relaxada, a única maneira de eu ficar relaxada é se lá o médico fizer umas festas no grelito, porque senão acho que conforme ele enfia a câmara o meu pipi é tão cheio de personalidade que esmigalha-a logo ali sem mais demoras.

Maneiras que eu estou aqui um bocado em pânico pelo dia de amanhã e se eu não escrever mais aqui no blog é porque fui presa por assassinato do médico, mas aí vocês irão ver-me nas notícias.

Deiam-me lá as boas sortes e a marca de um bom lubrificante para eu levar lá pró consultório.

Alguns factos da minha loucura!

Certamente que já alguns dos meus leitores se questionaram com a pergunta mais básica desde os tempos da criação do Universo.

A mesma pergunta que acompanhou os filósofos, desde que eles começaram a chamar-se de tal nome: "Será que a Didi bate bem??"

Pois bem, leitores... vou-vos dizer algo que talvez vos custe a ouvir e até mesmo a acreditar, mas já é hora de eu dizer a verdade sobre mim mesma e responder à grande questão do Universo: "Sim eu sou uma pessoa mentalmente sã, mas de vez em quando tenho ligeiras descompensações cerebrais que me fazem cometer actos mesmo, mesmo estúpidos e dignos de serem internada no Miguel Lombarda ou no meu grande amigo o Júlinho de Matos".

E entre algumas dessas descompensações encontramos, os best of best que vou partilhar com vocês, mas apenas algumas... porque se as sabem todas mandam-me internar.

1) Quando era miudita a minha mãe não me comprava pastilhas porque dizia que fazia mal aos dentes (tanga, ela não queria era gastar 10 escudos)… mas como eu era (e sou) muito teimosa e porca, diga-se de passagem, arrancava as pastilhas do chão do recreio, cheia de areias e cuspo dos outros meninos e toca de comê-las… eu juro-vos! Juro-vos que nem a mais saborosa Trident Senses fazia frente a estas pastilhas já mais que esmordaçadas e cuspidas que outra coisa.
Podia ter apanhado uma tuberculose, uma hepatite… podia, mas aqui o que predominou foi mostrar à minha mãe que não é a pastilha que estraga o dentinho, mas sim a gravilha e a forretice dela.

2) Estive quatro anos sem comer pastilhas elásticas, porque uma vez engoli uma pastilha e fiquei com a sensação de a ter agarrada na garganta e sempre que comia uma parecia que essa impressão inchava (isto foi castigo de comer pastilhas merdosas do chão) até que um dia cometi a loucura e comi uma pastilha e não morri.
3)
Tenho uma atracção fatal pelo cheiro de comida entalada de cão ou gato… é tão grande a atracção sexual que, certo dia não resisti já provei a bendita carne e só vos digo que tenho pena de não ser cão… porque o sabor é melhor que o cheiro.
Se podia ter apanhado uma brucelose, uma encefalopatia espongiforme, uma caganeira descomunal… podia, mas eu gosto de viver no risco!

4) E não contente com a comida entalada, fui experimentar o granulado, comi uns 4/5 grãos mas não me convenceu, não sei como é que os pobres animais conseguem comer aquilo e mais não digo.

5) Ao mudar a comida aos meus piriquitinhos que eu tinha na altura achei tanta piada às sementinhas que desatei a descascá-las e a mordê-las para ver que sabor é que teria… não me soube a nada!

6) Conhecem a pasta Colgate Kids Star?! Foi compra cancelada lá em casa, porque eu mamava a pasta toda. Para mim, lavar os dentes era a melhor hora do dia… talvez seja por isso que a minha vesícula tá a modos que… bamo lá ber... morta.

7) Mijei para cima das minhas mãos, porque disseram-me que isso curava frieiras… graças a deus que não me mandaram atirar de um poço abaixo, ou cortar os pulsos porque senão não estava para aqui a escrever estas coisas.

E mudando de assunto radicalmente: andava cheia de desejos de comer um bitoque e hoje fui matar esse desejo… e com ele matei também a vontade de viver… fui desbitocada a sangue frio… só vos digo que as batatas fritas estavam rançosas, o óleo já devia ser de há um ano atrás… só vos posso dizer que para ajudar a combater a má digestão estou para aqui a beber um copo de vinho tinto que me serviram.

Não é que eu goste, porque odeio, que nojo… mas se me dizem que faz bem à má-disposição, então quem sou eu para dizer o contrário.

A ressaca...

Pois é... digamos que estive em coma alcoólico até à presente data.

Essas vossas passagens foram boas??!!
Já sei que venho tarde e a más horas, mas eu sou assim... mais vale tarde do que nunca e quem chega tarde marca sempre mais presença!

A minha passagem foi um bocado degradante... fui-me abaixo com uma garrafa de Favais, e ainda me quiseram enganar com bagaço a dizerem-me que era água. Agarrei na viola, desatei a cantar mamonas assassinas mas esquecia-me constantemente da letra. Depois houve certas e determinadas pessoas que levaram o Singstar, e era verem-me agarrada ao microfone, qual cão agarrado a um osso e ai de quem quisesse cantar com o meu micro ainda era capaz de o morder.
Mas o ponto alto foi os ABBA, oh meus amigos... eu a cantar ABBA até pus toda a gente a chorar e a minha vizinha de baixo até bateu no tecto para eu me calar!

Depois claro que o sexo masculino tem sempre mau perder, desligavam os cabos do microfone do mulherio... mas nem mesmo assim o Abade me conseguiu ganhar a cantar!

Depois no dia 1 de Janeiro queimei a torradeira, aquilo começou a arder e era eu aos berrinhos pela casa a dizer "O que é que eu faço??? O que é que eu faço???"

O Yoshi ultimamente anda-me a comer as ombreiras todas, continua a roubar cagalhões mas agora esconde-os pela casa, espalha roupa por tudo o que é sítio... é um terrorista.

O ano de 2010 começou um bocado cansativo, mas se tudo correr bem acho que este vai ser o melhor ano da minha vida (se correr como eu estou a prever)... uma coisa muito importante para mim está prestes a acontecer :-) não contenho a excitação! Às vezes até tenho medo não vá eu agoirar!