Sinto-me...

... toda queimada!!
Isto de ter um cachorro terrorista estraga a beleza a uma gaja.
Mal meto um pé fora da cama, ponho-o em cima de mijo. Lá me vou eu a arrastar pela casa até à casa-de-banho... pego na esfregona e vou fazer a voltinha dos tristes à procura de mais xixis.

Estou a meter a argamassa nas fuças, que é como quem diz, rímels e afins... e o gajo manda-me encontrões na brincadeira e lá fico eu com um traço preto pela cara, qual A8 desenhada no meio das minhas trombas.
Vou-me a vestir e começo a dar por falta de peças de roupa, começo a pensar que talvez deva levar a sério o texto que vem nos pacotinhos do café Segrafredo que dizem que beber café previne o Alzheimer, porque acho que estou a ficar louca! Vem o mafioso ter comigo e docemente rouba-me mais uma peça de roupa, mesmo à descarada... afinal não estou louca, mas para lá caminho.

Lá vou eu buscar a roupa, ponho-a num sítio mais alto e visto-me.

Enquanto me acabo de vestir o gajo embirra com as calças e decide que não condizem bem com o casaco, afinfa-lhe os dentes e eu continuo a arrastar-me pela casa mas desta vez com um cão de arrastão.
Abro a porta da rua e a muito custo empurro a cabeça do cão para dentro de casa, e ele empurra-a para fora, e eu empurro-a para dentro e por obra e graça do espírito santo consigo fechá-la!
Finalmente consigo sair de casa e espera-me um longo dia em que tenho de aturar uma gaja no meu trabalho que eu só era feliz arrancando-lhe os olhos com uma colher por ser tão incompetente e maldosa para com os colegas... mas sobre este assunto, conto-o noutra altura.

Chega as 18h e eu mortinha por chegar a casa! Chego, o canito recebe-me com foguetes... levo-o à rua, e ele começa a ganir e a pedir colinho, e eu: "Mau... queres ver que tenho um cão paneleiro a pedir colinho?!"
Ando uma hora às voltinhas com a fera e nada, lá penso que não tem vontade...! Entro em casa e o gajo desfaz-se em merda e em mijo... lá vou eu com a esfregona e o papel para agarrar naquela mousse cremosa que cheira maravilhosamente MAL!

Enquanto estou a fazer o jantar, brinco com o terrorista... ele salta, ele corre, ele lambuza-me toda, braços, cara... e eu acho piada, porque é pequenito e tal.
Sento-me para jantar e vejo que ele está a comer qualquer coisa... estranha... não entendo o que é até o voltar a ver a entrar na cagadeira dos gatos e sair de lá com um cagalhão na boca!!!

PORQUÊ??????????

Senta-se majestosamente e eu impávida e serena a pensar "Não, não acredito... ele não vai comer aquilo, não pode!".
Pois o cabrão comeu-me aquela merda! E depois vem todo alçado para me dar beijinhos... e eu não sei se fuja, se ria ou se chore...

Que porco meus amigos! Isto não é um cão, isto é um porco com pêlo disfarçado de cão.
O nome da fera??... neste momento o que me apetece chamar-lhe é Bin Laden, mas pronto... ficou Yochi porque eu tenho a mania que sou diferente e dou nomes estranhos aos animais!
E agora tenho medo de ir dormir, porque assim o amanhã chega depressa e eu tenho mais merda para limpar!!! Medo...

18 comentários:

  1. Eh pá, tens que começar a atacar com tudo.
    Esfrega-lhe as ventas nas cagadas ao mesmo tempo que lhe dás com um jornal ou revista dobrados a fazer de cacetete. Não magoa mas assusta.
    Mas isso passa com a idade. Em pequenos é que eles roem tudo e cagam por todo o lado.
    A minha, vê-se logo que é uma lady. Só faz a sua cagada escondida no meio das ervas. Mesmo que esteja a chover, lá vai ela para o meio das ervas, só com metade da cabeça de fora e com os olhos esbugalhados, toca de largar a bosta.
    Depois vem toda contente, como se estivesse um belo dia de sol e enquanto eu me esforço por limpar-lhe os pés e a barriga, antes de entrar em casa, ela brinda-me com uma sacudidela que me deixa a cheirar a cão pró resto do dia.
    Tirando isso, são uns amores.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Uiiiiiii
    eu já passei por isso, na altura que a minha menina era pukanina, eu morava num duplex, uma vez escorreguei no xixi da madame, ia vindo pelas escadas a abaixo, não foi bonito de se ver, e até hoje ainda não sei como me consegui equilibrar.

    O Galo tem razão, tens de lhe por lá o focinho, e dar com o jornal, de seguida vai com ele a rua, e quando ele fizer xixi ou coco na rua fáz uma grande festa, caga nas pessoas que ficarem a oilhar para ti, ao menos sbes que os teus dias de apanhar merda estão a chegar ao fim loll.
    Eu já tive gatos e agora tenho a minha loira e digo-te os gatos ganham vantagem, só o não terem de ir a ra já é um expectáculo.
    Boa sorte, e tem calma, lá para os 2,5, 3 anos eles começam a acalmar, dependendo das raças claro ah aha ha ah ahah aha ha ha h a

    ResponderEliminar
  3. Pelo que andei a ler o Bouvier Bernois atinge a maturidade muito tardiamente... fuck lol

    ResponderEliminar
  4. Tenho duas matulonas criadas desde dos 5 dias de idade. O jornal é porreiro, funciona bem SE mantiveres uma postura austera e de lhe deres tempo sem mimos. Tipo uns minutitos, senão acham que é palhaçada e em breve estão a fazer mais do mesmo.
    É boa ideia esfregar-lhes o nariz e de seguida coloca-los da cagadeira deles. Habitua-los na rua é complicado principalmente se forem ainda muito pequeninos. Mas se tiveres vizinhos ou outros a passear cães ajuda coloca-los por perto. Monkey see monkey do, neste é mais dog mas o resultado final é habituarem-se.

    Imposição de limites, pelo menos para ti. Roupa, sapatos e tudo o que posso / sirva para roer, retira do rés do chão porque é uma verdadeira festa. Quandoa deres conta já foi...

    De resto, boa sorte. Um cão em casa é muito complicado... concordo quando se diz que ter um gato é bem mais fácil.

    ResponderEliminar
  5. Tenho duas matulonas criadas desde dos 5 dias de idade. O jornal é porreiro, funciona bem SE mantiveres uma postura austera e de lhe deres tempo sem mimos. Tipo uns minutitos, senão acham que é palhaçada e em breve estão a fazer mais do mesmo.
    É boa ideia esfregar-lhes o nariz e de seguida coloca-los da cagadeira deles. Habitua-los na rua é complicado principalmente se forem ainda muito pequeninos. Mas se tiveres vizinhos ou outros a passear cães ajuda coloca-los por perto. Monkey see monkey do, neste é mais dog mas o resultado final é habituarem-se.

    Imposição de limites, pelo menos para ti. Roupa, sapatos e tudo o que posso / sirva para roer, retira do rés do chão porque é uma verdadeira festa. Quandoa deres conta já foi...

    De resto, boa sorte. Um cão em casa é muito complicado... concordo quando se diz que ter um gato é bem mais fácil.

    ResponderEliminar
  6. Isso não está fácil para esses lados! Tens que lhe dar educação!

    ResponderEliminar
  7. Já devias saber que a maternidade dá trabalho, lol! Mas realmente nisso os gatos são melhores de educar. Coragem!
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Esconde tudo o que mais gostas.
    Posto isto, resta-me desejar-te boa sorte! lol

    ResponderEliminar
  9. ahaahhahaahh!

    Olha, eu acho que isso é karma.
    Uma mulher que gosta de cheirar flatos só podia ter um cão que gosta de comer cagalhotos! ahahahaha

    Desculpa lá, amiga, não te zangues, mas é a única explicação lógica que me ocorre!

    ;)

    ResponderEliminar
  10. eu vou achar mais piada ainda quando ele pesar uns 50kg :)

    ResponderEliminar
  11. Opá...tu não imaginas o que eu me ri com esta tua triste história!!!! O gajo comeu os cagalhotes dos gatos????? AAAHHHHHH lindo!!!!!! Quando é que tiras uma foto à fera e postas????

    ResponderEliminar
  12. Talisca, quando o gajo parar quieto eu tiro.

    Mas é que não há maneira de ele estar 5 segundos parado!!!

    ResponderEliminar
  13. Esse canito só podia ser teu, pq só tu tens esse dom para contar as peripécias à altura dele :)
    Mas que grande gargalhada dei no "Entro em casa e o gajo desfaz-se em merda e em mijo..."
    O teu come cagalhotos de gato, o meu canito q já se foi lambia as cagadas dos pássaros... é muitoooooo mau... c tanta coisa boa p comerem, e vão gostar de M/&%$#...
    Eu tb queria um canito, queria... mas com os 2 terroristas q já tenho... hummm... vão ficar filhos unicos...

    ResponderEliminar
  14. Miss Dreams,
    Olha que eu tenho três gatos e até agora não há vítimas a registar :)

    Tá a ser um período de adaptação muito bom!

    ResponderEliminar
  15. Oh meu deus xD Se te anima, tens um miminho para ti no blog :)

    ResponderEliminar
  16. ATENÇÃO, ROUBARAM A MINHA PASS E ALTERARAM O MEU BLOG, O TALISCABAR JÁ NÃO É MEU. NUNCA PENSEI QUE HOUVESSE ALGUÉM COM TANTO ÓDIO DE MIM.....

    ResponderEliminar
  17. lololol

    Eles são assim...parvos, irrequietos, tiram-nos do sério... mas verdade seja dita, por mais que uma pessoa se chateie a verdade é que não sabemos viver sem eles e quando adoecem cai-nos o chão!

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!