Jingóbeles... Jingóbeles!!!

Após uma piquena ausência vejo-me forçada a regressar porque não posso passar muito tempo sem escrever parvoíces...!

E eu sei perfeitamente que vocês já andavam a dar pulinhos histéricos de alegria por pensarem que eu tinha batido as botas... mas não pensem que eu dava o peido mestre sem dar luta, e mesmo que o desse arranjava maneira de actualizar isto nem que eu possuísse algum dos meus leitores, por isso ponham-se a pau se um dia começarem a sentir uns formigueiros no cú, porque essa vai ser a minha forma de entrada preferida, por isso é favor manterem sempre as higienes das partes íntimas em dia!

Ao que parece está aí a chegar uma coisa chamada Natal. E toda a gente sabe que as crianças adoram o Natal e a árvore de Natal... eu não ligo muito, eu cá sou mais afectada pelo espírito do consumismo do que outra coisa, mas eu já sofro desse tipo de mal o ano inteiro, só de pensar em gastar dinheiro para meu proveito salivo-me toda!

Mas pronto... este mês já fiz duas boas acções! Ajudei uma associação animal com comidinhas e areão e depois fui comprar uma árvore de Natal e oferecia-a ao Abade... ó meus amigos, o que a criança ficou contentinha, dava pulos, rejubilava de alegria e até acho que largou um pinginho com a excitação... lá lha montei a muito custo e já o avisei que comigo as árvores ficam para o Natal que vem que eu não tenho paciência para desmontar aquilo.

Entretanto este ano estou boquiaberta com o Abade, porque este gajo desde há três Natais atrás não me oferece nada porque eu nunca lhe digo o que eu quero. Quer dizer, é claro que eu digo, mas nós as mulheres somos subtis, durante o ano todo damos dicas do que queremos e quando chega ao dito dia vocês, homens, nunca se lembram e como eu sou casmurra digo sempre que "Não quero nada" e claro que o Abade é mais casmurro e não me dá nada.... e depois tá visto que eu ando o resto do ano amuada com ele!
Mas este ano já tenho três prendas! Nem tenho palavras! de certeza que me meteu uma parelha de cornos e agora está a ver se limpa um pouco mais a consciência pesada, coisa boa não deve ser de certeza!

E vou-vos dizer que sou extremamente chata no que toca a prendas de Natal, estou o mês inteiro a apalpar as prendas e a perguntar "de que cor é?!" ou "dá-me uma pista"... já consegui arrancar a ferros as cores das minhas prendas; uma é branca, outra é vermelha e outra tem muitas cores!
Já estou farta de as apalpar mas não consigo chegar a nenhuma conclusão do que seja... Já pesquisei no Google "o que é que o Abade me comprou no Natal?" e "uma prenda vermelha, outra branca e outra com muitas cores, o que é?" mas aquilo não me dá respostas nenhumas e eu PRECISO de respostas que já estou a ficar doente com a curiosidade.


Acho que vou fazer o que fazia em miudita... vou abrir aquilo muito jeitinho e ver o que é, e depois faço-me muito surpreendida no dia da abertura, claro que não convém é ser apanhada como fui e apanhar umas palmadas nas nádegas no dia de Natal, a melhor prenda que uma criança pode receber!

Se alguém tiver uma ideia do que possam ser as minhas prendas que me diga, que eu prometo não dizer nada ao Abade!
[Tou aqui e tou a ver os gatos todos pendurados nos galhos da árvore, ca raio!!!]

4 comentários:

  1. Se eu tivesse dotes de bruxo, tirava o primeiro prémio no euromilhões eheheh.
    Vai masé snifar gasolina eheheh.

    ResponderEliminar
  2. Eu tb costumo andar aapalpar as minhas, por isso o R nem as leva para casa, deixa nos pais lolll
    Este ano já a tenho, veio antes loll
    De que tamanho são?
    o embrulho é mole ou são caizas?
    Chocalha?
    tens de dar pistas, so com cores é complicado lol

    ResponderEliminar
  3. Deixa mas é as prendas em paz. Aguenta a curiosidade até ao dia de Natal.

    Ass.: a pessoa que também ficou curiosa quando a mãe disse que já tinha comprado a prenda e que estava dentro de um saco grande.

    lol

    ResponderEliminar

Opina aqui qualquer coisinha!